Jefferson Rudy/Agência Senado
Jefferson Rudy/Agência Senado

Orçamento de 2018 deve ser votado até terça, diz presidente do Senado

Com a indicação, o presidente do Congresso, Eunício Oliveira, atende a um apelo do presidente Michel Temer para que a votação ficasse para a última semana do ano, evitando que as sessões ficassem 'esvaziadas' antes do recesso

Isadora Peron, O Estado de S.Paulo

13 Dezembro 2017 | 14h10

BRASÍLIA - O presidente do Congresso, senador Eunício Oliveira, disse nesta quarta-feira, 13, que ainda não sabe se o Orçamento de 2018 vai ser votado no plenário ainda hoje.

"Daqui para terça-feira a gente vota", desconversou.

No início da semana, o presidente Michel Temer fez um apelo para que Eunício deixasse a votação do Orçamento para a próxima semana.

O Palácio do Planalto temia que, com a conclusão da discussão orçamentária, a última semana de trabalho no Legislativo ficasse esvaziada, impedindo o governo de votar a reforma da Previdência.

Outra versão. Hoje mais cedo, o líder do governo no Congresso, deputado André Moura (PSC-SE), disse que a Lei Orçamentária Anual (LOA) poderia ser votada ainda nesta quarta.

O relatório ainda está em discussão na Comissão Mista de Orçamento, mas, segundo o deputado, o clima está "tranquilo" na CMO e o texto pode ser trazido para o plenário ainda hoje.

Moura defendeu, no entanto, que a prioridade do governo é a votação da reforma da Previdência. Para ele, porém, a aprovação do Orçamento não atrapalharia os planos de votar as mudanças nas regras da aposentadoria na próxima semana.

Nos últimos dias, líderes da base aliada têm sinalizado que, por falta de apoio, a votação do texto deve ficar para fevereiro do ano que vem. A secretaria do Congresso confirma que a votação do Orçamento pode ocorrer ainda nesta quarta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.