Parceria inusitada no videogame

A Xmile, empresa que desenvolve jogos educacionais para crianças, teve origem numa parceria inusitada. Os sócios se conheceram em Harvard, num curso voltado para donos de empresas. Roberto Kaplan, de 40 anos, trabalhou durante sete anos no mercado financeiro e hoje é dono do descolado restaurante Venga, com unidades no Rio e em São Paulo. Nicolas Peluffo, de 34 anos, é da família fundadora do resort de luxo Ponta dos Ganchos, que fica em Governador Celso Ramos (SC). Formado em administração, ele é sócio do resort e trabalhou na operação até 2012, quando decidiu dar uma reviravolta na carreira.

O Estado de S.Paulo

07 Abril 2014 | 02h06

Em Harvard, os brasileiros se depararam com o caso de uma companhia americana que, sem sucesso, tentou criar um jogo educacional. Desse estudo, nasceu a ideia de montar jogos infantis para PC e plataformas móveis. O investimento inicial foi de R$ 500 mil - do próprio bolso. Depois, a companhia recebeu aporte de R$ 1,6 milhão de três investidores anjo.

A empresa foi uma das 5 selecionadas no último Started, programa da Fundação Lemann que apoia startups. O primeiro jogo da Xmile, Mistério dos Sonhos, está sendo usado em quase 1,5 mil escolas do Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.