Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Economia & Negócios

Economia » PDT fecha questão contra Previdência

Economia & Negócios

PDT fecha questão contra Previdência

Segundo maior partido da oposição na Câmara, legenda tem hoje a 10ª maior bancada na Casa, com 20 deputados

0

Igor Gadelha ,
O Estado de S.Paulo

18 Março 2017 | 14h47

BRASÍLIA - O PDT decidiu neste sábado fechar questão contra as reformas da Previdência e Trabalhista propostas pelo governo Michel Temer. A decisão foi tomada durante convenção nacional do partido, realizada em um hotel em Brasília.

“Não podemos aceitar (essas reformas). Isso rasga nossos princípios, nosso estatuto”, afirmou o presidente da legenda, Carlos Lupi. Apenas um dos presentes da convenção se posicionou contra o fechamento de questão, sob a justificativa de que era preciso debater mais o tema.

Segundo maior partido da oposição na Câmara, o PDT tem hoje a 10ª maior bancada na Casa, com 20 deputados. Já no Senado, o partido tem apenas um representante em exercício: o senador Acir Curgacz (RO). Com o fechamento de questão, os parlamentares que votarem a favor das reformas poderão ser punidos pela sigla, inclusive com a expulsão.

Lupi foi reeleito neste sábado presidente nacional do PDT, cargo que ocupa desde 2004. Ele foi reconduzido ao cargo por unanimidade. No evento, o ex-ministro Ciro Gomes foi escolhido primeiro vice-presidente da legenda, em uma articulação para fortalecer sua candidatura à Presidência da República em 2018. Os dois ficarão nos cargos até 2019. 

Emendas. Na sexta-feira, após o encerramento do novo prazo para que os deputados apresentassem emendas à Proposta de Emenda Constitucional de reforma da Previdência, o balanço para o governo foi frustrante. Praticamente três quartos das 164 sugestões de mudanças dos artigos foram de autoria de parlamentares do bloco governista. Foram 120 sugestões de mudanças da base governista ante 44 da oposição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.