1. Usuário
Assine o Estadão
assine

PIB da China supera o do Japão entre abril e junho

Efe

16 Agosto 2010 | 02h 20

Economia japonesa avançou 0,4 no ano; economistas esperavam crescimento de 4,4%

TÓQUIO - O Produto Interno Bruto (PIB) da China superou o do Japão em termos nominais, no trimestre de abril-junho, informou nesta segunda-feira, 16, o governo japonês.

Segundo disseram fontes do Executivo japonês, o valor do PIB japonês no segundo trimestre foi de US$ 1,288 trilhão frente a US$ 1,33 trilhão da China, que poderia se transformar este ano na segunda economia mundial à frente do Japão.

Nesta segunda-feira, o governo japonês anunciou que o PIB entre abril e junho avançou 0,4% a ritmo anual e 0,1% frente ao trimestre precedente, muito abaixo do período janeiro-março (4,4% e 1,1%, respectivamente).

Os analistas esperavam que o crescimento do Japão entre abril e junho fosse de 2,3% a ritmo anual e de 0,6% em relação ao trimestre precedente, segundo uma pesquisa da agência local Kyodo.

Em termos nominais, o PIB retrocedeu entre abril e junho 0,9% frente ao trimestre imediatamente precedente.

O Produto Interno Bruto nominal de um país é o valor de todos os bens e serviços produzidos sem levar em conta a variação nos preços.

Um porta-voz do governo japonês disse nesta segunda-feira que estes dados, abaixo das previsões dos analistas, mostram que a economia japonesa está se estabilizando após crescer 4,4% entre janeiro e abril.

Os cálculos do Banco do Japão (BOJ) indicam que a economia japonesa crescerá 2,6% no ano fiscal 2010, que termina em março próximo.

Anteriormente, a China já tinha superado em valor o PIB japonês no último trimestre do ano 2008 e no mesmo período do ano 2009, embora na primeira metade de 2010 o Japão tenha ficado na frente, segundo o governo japonês.

No ano passado, além disso, o Japão se manteve como a segunda maior economia mundial, apesar de sofrer desde 2008 a pior crise econômica do pós-guerra.

Há uma década, China era a sétima economia mundial, mas o grande desenvolvimento do país asiático permitiu que desde 2001 tenha crescido 261% acumulado, enquanto o Japão avançou apenas 5%, segundo dados do Banco Mundial (BM).