Presidente eleito do BID prevê crescimento para a AL

O presidente eleito do Banco Interamericano de Desenvolvimento, o colombiano Luis Alberto Moreno, prognosticou nesta terça-feira que a América Latina terá um crescimento elevado a médio e longo prazo, ao enumerar as prioridades de sua futura gestão diante de empresários e potenciais investidores. Moreno, que assumirá a chefatura do BID no dia 3 de outubro, indicou que suas principais prioridades serão ajudar a aumentar a participação do setor privado nos investimentos, melhorar o clima de negócios, reduzir as travas burocráticas, reformar os sistemas tributários e incentivar um maior gasto na infra-estrutura. "É preciso fazer reformas, mas acho que a região aprendeu as lições do passado", assinalou o atual embaixador colombiano em Washington, depois de destacar que o Brasil evitou a crise depois da eleição de Luiz Inácio Lula da Silva e que a Argentina experimenta uma rápida recuperação econômica. Ao contrário do passado, a alta dos preços das matérias-primas "não está conduzindo a desperdícios e inflação", comemorou Moreno, que substituirá o uruguaio Enrique Iglesias à frente da principal fonte de financiamento multilateral da América Latina e Caribe.

Agencia Estado,

20 Setembro 2005 | 13h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.