Procon: juros no crédito permanecem estáveis

Em dezembro, os juros cobrados nas operações de crédito à pessoa física permaneceram praticamente nos mesmos patamares registrados em novembro. De acordo com a pesquisa mensal da Fundação Procon-SP, órgão de defesa do consumidor ligado ao governo estadual, isso foi verificado principalmente nas operações de cheque especial e empréstimo pessoal. A pesquisa revelou que neste mês a taxa média mensal dos bancos pesquisados para o cheque especial foi de 8,90%, igual à de novembro. No empréstimo pessoal, a taxa média mensal ficou em 5,46%, superior à de novembro, que foi de 5,45% ao mês. Essa elevação de 0,01 ponto porcentual foi devido ao reajuste promovido pelo banco Santander, que alterou de 5,56% para 5,75% a taxa mensal do empréstimo pessoal. Os demais bancos permaneceram com os mesmos índices registrados em novembro. A maior taxa de juros para o cheque especial foi de 9,50% ao mês, cobrada pelo HSBC e BCN, e a menor, de 7,95% ao mês, foi praticada pela Nossa Caixa. Com relação ao empréstimo pessoal verificou-se que a maior taxa foi de 6,95% ao mês cobrada pelo Itaú e a menor, de 3,42% ao mês, do BBV. A coleta é feita na cidade de São Paulo e abrange 13 instituições financeiras. Veja a pesquisa completa no link abaixo. Considerando que existe a possibilidade de variação da taxa do empréstimo pessoal em função do prazo do contrato, foi estipulado o período de 12 meses, já que todos os bancos pesquisados trabalham com este prazo. Vale lembrar também que os dados coletados referem-se a taxas máximas prefixadas para clientes não preferenciais, sendo que para o cheque especial foi considerado o período de 30 dias. Os técnicos da Fundação Procon-SP lembram que, embora não tenham ocorrido muitas alterações em relação ao mês anterior, é importante frisar que as taxas praticadas pelos bancos permanecem elevadas. Nesta época de fim de ano, quando os gastos tendem a ser maiores, procure dimensionar seu orçamento e, assim evitar recorrer a estes recursos.

Agencia Estado,

18 Dezembro 2001 | 11h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.