1. Usuário
E&N
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Produção de minério de ferro da Vale bate recorde em 2015

- Atualizado: 18 Fevereiro 2016 | 10h 21

A produção de minério de ferro atingiu 345,879 milhões de toneladas, um crescimento de 4,3% em relação ao visto em 2014

Para 2016, a produção deve ficar entre 340 milhões de toneladas e 350 milhões de toneladas

Para 2016, a produção deve ficar entre 340 milhões de toneladas e 350 milhões de toneladas

RIO - A produção de minério de ferro da Vale no ano passado atingiu 345,879 milhões de toneladas, um crescimento de 4,3% em relação ao visto um ano antes. De acordo com a companhia, o volume anual de produção é recorde. Com esse desempenho, a mineradora brasileira superou a meta de produção divulgada de 340 milhões de toneladas de minério de ferro para 2015 em 5,879 milhões de toneladas.

A produção própria da Vale também foi recorde e somou 333,399 milhões de toneladas, alta 4,4% ante 2014. Já as compras de minério de terceiros atingiram 12,480 milhões de toneladas em 2015, ante 12,341 milhões de toneladas no ano anterior, informou a companhia em seu relatório de produção.

Somente no quarto trimestre de 2015, a produção própria da Vale ficou em 85,361 milhões de toneladas, expansão de 2,9% em relação ao mesmo intervalo do ano anterior, mas queda de 3,2% em relação ao trimestre imediatamente anterior. Com a compra de terceiros, o volume foi a 88,411 milhões de toneladas, aumento de 2,4% na comparação com o último trimestre de 2014. Ante o terceiro trimestre de 2015 houve um decréscimo de 2,6%.

Em Carajás, a Vale informou que a produção anual de 129,6 milhões de toneladas foi recorde 8,3% acima do volume observado em 2014. Em Carajás também foi anotado recorde trimestral no quarto trimestre de 2015, com uma produção de 36,534 milhões de toneladas.

No sistema Sul, a produção anual foi de 86,705 milhões de toneladas, crescimento de apenas 0,5% ante 2014. Já o sistema Sudeste, que inclui as minas de Mariana, onde houve o rompimento da barragem da Samarco, produziu 112,626 milhões de toneladas de minério de ferro no ano. A produção cresceu nos complexos Itabira e Minas Centrais, mas caiu 7,7% em Mariana.

De acordo com a Vale, em função do acidente com a barragem de Fundão a produção em Mariana alcançou 6,3 milhões de toneladas no quarto trimestre, ficando 38,6% e 34,2% menor do que no terceiro trimestre de 2015 e no último trimestre de 2014, respectivamente. A empresa informa que desde então: a mina de Alegria, da Vale, opera com um processo de beneficiamento a seco, e com menor produtividade; a planta de Timbopeba da Vale parou a produção em função da destruição da correia transportadora, que fornecia ROM da mina de Fábrica Nova; a mina de Fazendão, da Vale, interrompeu a sua produção de ROM com a parada nas operações da Samarco.

Para 2016, a produção de minério de ferro da Vale deverá ficar entre 340 milhões de toneladas e 350 milhões de toneladas, conforme divulgação no fim do ano passado. Anteriormente, a companhia havia estimado que sua produção este ano ficaria no intervalo de 340 milhões de toneladas a 376 milhões de toneladas.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EconomiaX