Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Economia & Negócios

Economia » Proposta para a Previdência vai atrasar

Economia & Negócios

Marcos de Paula/Estadão

Proposta para a Previdência vai atrasar

Reforma deve seguir em ritmo mais lento e não há previsão para discussões sobre propostas

0

Lu Aiko Otta,
O Estado de S.Paulo

11 Fevereiro 2016 | 21h32

BRASÍLIA - Apontada como a principal medida para recolocar as contas públicas em equilíbrio, a reforma da Previdência deve seguir num ritmo mais lento que o desejado pela área econômica. A expectativa era que o ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, apresentasse as linhas gerais de uma proposta na reunião do Fórum de Debates sobre Políticas de Emprego, Trabalho e Renda e de Previdência Social, na quarta-feira. Mas nesta quinta-feira, 11, o ministro do Trabalho e Previdência Social, Miguel Rossetto, informou em nota que a pauta do encontro são medidas para a retomada do crescimento econômico.

Não está prevista nenhuma discussão de conteúdo sobre a reforma da Previdência. Pelo previsto, os integrantes deverão tratar apenas de um calendário de discussões sobre o tema.

Segundo Rossetto, o governo ainda não tem uma proposta consolidada, e sim estudos e reflexões. “Existem várias alternativas. Vamos tratar esse assunto com a responsabilidade e com a amplitude social que ele exige. Nossa meta é consolidar uma Previdência que seja justa e sustentável”, disse.

Essa é uma disputa clara no governo: de um lado, a equipe de Barbosa corre contra o tempo para encaminhar ao Congresso uma proposta de reforma que dê um horizonte de reequilíbrio nas contas da Previdência. Do outro, Rossetto defende uma discussão sem pressa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.