1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Protesto de trabalhadores portuários interrompe embarque de grãos na Argentina

REUTERS

09 Junho 2014 | 18h 18

Trabalhadores portuários da Argentina iniciaram nesta segunda-feira um protesto que paralisou os embarques de grãos em Rosário no pico do período de colheita da soja.

Um representante da indústria disse que os trabalhadores cobram a abertura de negociações para aumentar os salários em linha com a inflação, que está em torno de 30 por cento ou mais na Argentina, uma das maiores taxas do mundo.

"Todos os navios estão parados", disse o gerente da Câmara de Atividades Portuárias e Marítimas, Guillermo Wade. Ele disse que o protesto poderá continuar por "longo período" se as autoridades não intervierem.

A Argentina é o maior exportador de óleo e farelo de soja do mundo e o terceiro maior fornecedor de milho e soja.

(Reportagem Nicolas Misculin e Sarah Marsh)

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo