Receita paga nesta 2ª maior lote de restituição do IR da história

Megalote abrange 2,1 mi de contribuintes e um total de R$ 1,9 bi; valor ficará disponível no banco por 1 ano

estadao.com.br ,

16 Novembro 2009 | 08h19

A Receita Federal depositará nesta segunda-feira, 16, um total de R$ 1,968 bilhão a 2,125 milhões de contribuintes que tiveram a restituição liberada no sexto e penúltimo lote do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) - o maior da história. Neste ano, a maior devolução tinha ocorrido no segundo lote, em julho, quando foram liberados R$ 1,48 bilhão.

 

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte deverá se dirigir ou ligar para uma das agências do Banco do Brasil para agendar o crédito em conta corrente ou poupança em seu nome, em qualquer banco. A restituição ficará disponível no banco por um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la mediante formulário eletrônico (pedido de pagamento de restituição), disponível na página da Receita na internet.

 

Para saber se teve a restituição liberada nesse lote, o contribuinte poderá acessar a página da Receita ou ligar para o Receitafone 146, informando o número do CPF. As restituições foram corrigidas em 5,39%, correspondentes à taxa Selic do período de maio a novembro de 2009.

 

Um novo megalote também deve ser lançado em dezembro, como já anunciou o próprio ministro da Fazenda, Guido Mantega. A liberação das restituições foi uma ordem do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preocupado com a repercussão política da declaração de Mantega de que parte das restituições poderia ficar para 2010.

 

(com Renata Veríssimo, de O Estado de S. Paulo)

Mais conteúdo sobre:
IR restituição Receita Federal

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.