1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Ronaldinho perde contrato de R$ 1,5 mi

FERNANDO SCHELLER e MARINA GAZZONI - O Estado de S.Paulo

09 Julho 2012 | 03h 05

Coca-Cola cita 'fatos recentes' e encerra parceria com o jogador, que deixou o Flamengo em junho

A Coca-Cola decidiu cancelar o contrato de patrocínio que renderia R$ 1,5 milhão por ano ao jogador Ronaldinho Gaúcho, que deixou o Flamengo em rescisão nada amistosa no mês passado, em direção ao Atlético Mineiro. A intenção do clube carioca era reeditar a bem-sucedida máquina de marketing que rendeu frutos com outro Ronaldo, o Fenômeno, que transferiu-se da Europa para o Corinthians no fim de sua carreira.

No caso de Ronaldinho Gaúcho, a parceria com a gigante mundial de bebidas, que deveria durar até a Copa de 2014, foi interrompida menos de um ano após a assinatura do contrato, firmado em novembro de 2011. No último mês, além de deixar o Flamengo, o time de maior torcida no País, abrindo um processo de R$ 40 milhões contra o clube, o jogador apareceu na coletiva de apresentação ao Atlético Mineiro dando entrevistas rodeado por latas de Pepsi, a principal rival da Coca-Cola em nível mundial.

Segundo apurou o Estado, Ronaldinho só deixará de ganhar com a rescisão do contrato com a Coca-Cola, feito por iniciativa da fabricante de refrigerantes. O fim da parceria não incidiria pagamento de multa.

Em curto comunicado, a Coca-Cola credita o fim da parceria com o jogador a "fatos recentes", mas não dá detalhes: "A Coca-Cola Brasil reconhece a trajetória e o valor do jogador Ronaldinho Gaúcho. No entanto, alguns fatos recentes tornaram impossível a continuidade da parceria entre o jogador e a empresa determinando, assim, o término da relação contratual que existia com o profissional."

A imagem de Ronaldinho Gaúcho pode ter ficado pesada demais para a Coca-Cola, que mundialmente tenta associar sua marca ao conceito de felicidade. Após início promissor, o desempenho do craque pelo Flamengo começou a cair - pouco antes de sua saída, a maioria da torcida já queria que ele deixasse o clube. Além disso, a ida para o Atlético Mineiro representa uma exposição menor na mídia. A aparição com as latas de Pepsi teria sido a justificativa que faltava.

"O fato de o jogador aparecer com uma lata de Pepsi foi a gota d'água para a Coca-Cola, mas certamente não foi o único motivo da rescisão", diz o chefe do departamento de marketing da ESPM, Marcelo Pontes. "O atleta não despontou como craque e seu nome aparece mais associado a notícias negativas. O patrocínio virou mico."

Muitas empresas colocam cláusulas no contrato de patrocínio contra a associação do nome do atleta a marcas rivais, afirma Pontes. Para ele, a tendência é que as empresas busquem maior proteção jurídica na questão.

A Coca-Cola não foi a única a empresa a voltar atrás em contratos com Ronaldinho Gaúcho. A agência Traffic, parceria do Flamengo na volta do jogador ao Brasil, em troca do direito de negociar contratos publicitários, desistiu do negócio em fevereiro. O fracasso fez a agência abandonar o projeto de trazer jogadores famosos ao País para lucrar com publicidade.

Procurado, Roberto Assis Moreira, irmão e empresário do jogador, não deu retorno aos telefonemas da reportagem.

  • Tags:

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo