1. Usuário
Assine o Estadão
assine


TAM suspende voo direto entre Rio e Londres

Agência Estado

14 Janeiro 2014 | 14h 31

A partir de 17 de março, clientes que moram na capital fluminense terão de viajar até Guarulhos para viajar para Inglaterra

SÃO PAULO - A TAM informou que, a partir de 17 de março, suspenderá as três operações semanais diretas entre Rio de Janeiro e Londres. Com isso, os clientes fluminenses da companhia aérea que têm como destino a capital inglesa deverão ir a São Paulo e de Guarulhos voar para a Inglaterra, já que a empresa mantém voo diário conectando as duas cidades. Os bilhetes para os voos entre Rio e Londres deixaram de ser comercializados na segunda-feira.

Em nota, a TAM informou que a decisão leva em consideração a eficiência, a demanda e os custos da rota. "A companhia optou por fazer este ajuste para aumentar a taxa de ocupação e a rentabilidade dos seus voos internacionais", disse, sem informar, porém, qual a taxa de ocupação de seus voos internacionais. No relatório de estatísticas operacionais, o grupo Latam informa apenas que a taxa de ocupação em suas operações internacionais, que incluem voos internacionais de LAN e TAM nas rotas entre países da América do Sul e de longo curso, foi de 82,3% no consolidado de 2013.

Copa e verão. Na nota, a TAM informa que para atender à alta demanda prevista para os meses de junho e julho, a companhia prevê retomar as três frequências semanais que existem atualmente entre o Rio de Janeiro e Londres. Esses voos começarão no dia 3 de junho e prosseguirão até 19 de julho, ligando diretamente as duas cidades.

Para o verão 2013/2014, a companhia também incrementou sua oferta de voos internacionais com destino ao Rio. A empresa reforçou sua malha com 24 voos de ida e volta do Rio de Janeiro para Orlando (de 3 a 28 de janeiro) e oito do Rio de Janeiro para Miami (de 3 a 29 de janeiro). Além disso, a LAN aumentou para 54 os voos entre Rio de Janeiro e Santiago entre 1º de janeiro e 5 de março.

Atualmente, a TAM mantém voos internacionais diretos do Estado para Buenos Aires/Ezeiza (Argentina), Miami (Estados Unidos) e Nova York (Estados Unidos).