Assine o Estadão
assine

Economia

latam airlines

Técnicos da Latam Airlines ameaçam cancelar voos da Copa

Em apoio à situação dos trabalhadores de manutenção no Peru, funcionários de outros países ameaçam prejudicar cerca de mil voos

0

Antonio de la Jara,
Reuters

04 Junho 2014 | 17h01

SANTIAGO - Trabalhadores da Latam Airlines ameaçam atrasar ou cancelar voos antes da Copa do Mundo, em apoio a uma greve iminente de funcionários da unidade no Peru, prevista para 10 e 11 de junho. Em função da Copa, a Latam preparou cerca de mil voos para o Brasil.

O presidente do sindicato de manutenção da LAN Chile, Dario Castillo, disse à Reuters nesta quarta-feira, 4, que entrou em acordo com seus colegas em outros países onde a companhia aérea opera para distribuir panfletos de alerta aos passageiros sobre atrasos e cancelamentos que ocorrerão quando for iniciada a greve.

"Acabaram de chegar os folhetos de Buenos Aires para começar a distribuir no aeroporto (de Santiago). Isso se repetirá nos outros aeroportos da região em apoio à situação dos trabalhadores de manutenção no Peru" , disse Castillo.

A Latam Airlines tem unidades operacionais na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai e Peru. A empresa surgiu em 2012 da fusão da brasileira TAM com a chilena LAN.

Segundo o dirigente, os técnicos aeronáuticos da LAN Peru pedem melhorias em seu salário após 10 anos sem reajuste.

Não foi possível obter um comentário da empresa imediatamente na sede de Santiago.

Mais conteúdo sobre: