Evaristo Sá/AFP
Evaristo Sá/AFP

Temer comemora antecipação de saque do FGTS no Twitter, mas erra volume de recursos

Em sua mensagem, o presidente disse que o montante total era de R$ 37 milhões; de acordo com a Caixa, porém, o valor real foi de R$ 38,2 bilhões até o dia 28 de junho

Carla Araújo, O Estado de S.Paulo

03 Julho 2017 | 15h13

BRASÍLIA - O presidente Michel Temer usou o Twitter hoje para exaltar a antecipação do último lote de recursos das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), mas errou o valor total já liberado até agora. Em sua mensagem, o presidente diz que 22 milhões de trabalhadores já pegaram o seu dinheiro e que o montante total seria de R$ 37 milhões. O valor real, entretanto, de acordo com a Caixa, é de R$ 38,2 bilhões até o dia 28 de junho. Horas depois, o presidente apagou o tuíte que continha o valor.

Segundo o banco, o valor equivale a 95,38% do total inicialmente previsto (R$ 40 bilhões) e aproximadamente 81% dos trabalhadores (27,7 milhões), nascidos entre janeiro e novembro, beneficiados pela Medida Provisória 763.

Preocupado em articular a base aliada para conseguir derrubar a denúncia apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e também dedicado a montar sua defesa na esfera jurídica, Temer usou o Twitter hoje para tentar passar um ar de normalidade e otimismo: "A semana começa com uma boa notícia. A @CaixaEconômicaFederal antecipou o pagamento do último lote das contas inativas do #FGTS", escreveu Temer.

Hoje, a Caixa anunciou a antecipação da última fase dos saques, que estava prevista para 14 de julho. Poderão retirar os valores trabalhadores nascidos no mês de dezembro que tenham saldo em suas contas./Colaborou Anna Carolina Papp

 

Mais conteúdo sobre:
FGTS Michel Temer

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.