Turma da Mônica vai à terra da Disney

Turma da Mônica vai à terra da Disney

Pela primeira vez, show musical dos personagens vai aos EUA; público-alvo são residentes brasileiros

Fernando Scheller, O Estado de S.Paulo

09 Outubro 2017 | 05h00

A Turma da Mônica vai, pela primeira vez, apresentar-se ao vivo nos Estados Unidos. O show musical com os personagens criados por Mauricio de Sousa vai fazer uma turnê voltada ao público brasileiro que reside no país, no fim deste mês. Nessa empreitada inicial, Mônica, Cebolinha, Magali, Cascão e companhia vão passar pelas três cidades de maior concentração de brasileiros: Miami e Orlando, na Flórida, e Boston, em Massachusetts.

O projeto, segundo Mauro de Sousa, um dos filhos do criador dos personagens, faz parte da intenção da Turma da Mônica de ganhar relevância internacional. Depois de alguns testes que não se concretizaram, o executivo afirma que os desenhos animados para a televisão ajudaram a pavimentar o caminho. Por meio do canal por assinatura Cartoon Network, a turma já chega a toda a América Latina. Há também livros publicados em outros idiomas e séries para o You Tube. Os tradicionais gibis são vendidos em Portugal.

Atualidades. A turnê da Mônica nos Estados Unidos foi viabilizada por meio de uma parceria entre a Mauricio de Sousa Produção e a Biz Entertainment, de Priscila Triska, que mora em solo americano há quase duas décadas. Nos últimos dois anos, ela se especializou em levar espetáculos de teatro nacionais para as cidades de comunidade brasileira mais numerosa. “O projeto é levar a cultura brasileira contemporânea para quem mora há muito tempo nos Estados Unidos.”

Priscila começou a montar espetáculos para um pequeno teatro da Flórida, com 300 lugares. Desde então, ela conta que o interesse pelo conteúdo brasileiro cresceu. Entre as atrações que ela já levou para a Flórida e para Massachusetts estão peças estreladas por atores globais – como Heloísa Périssé e Matheus Solano – e também espetáculos de comédia stand-up de personalidades da internet, incluindo o youtuber mais influente do País, Whindersson Nunes. Para os próximos meses estão previstos uma peça com Marcos Caruso e um concerto de um cover brasileiro do Michael Jackson.

A Turma da Mônica é o primeiro espetáculo infantil a ser representado pela Biz Entertainment nos Estados Unidos. “As pessoas têm saudade e querem apresentar a cultura brasileira para os filhos”, diz Priscila. A aposta no poder de atração dos personagens é alta. O teatro Back Bay (de Boston) tem capacidade para 1,1 mil pessoas, enquanto o Olympia Theater (Miami) comporta 1,6 mil pagantes e o Bob Carr (Orlando) tem 2,4 mil lugares. Os shows ocorrem nos dias 21 (Miami), 22 (Orlando) e 28 (Boston), com ingressos de US$ 25 a US$ 70.

Para atender ao público brasileiro sem excluir os norte-americanos que se arriscarem a comparecer, a Turma da Mônica – o Show terá tradução simultânea. Os nativos em inglês receberão fones de ouvido e os tradutores ficarão ao lado do palco. O “delay” é pequeno, mas existe, de acordo com Priscila, da Biz Entertainment. “Em espetáculos de comédia, os brasileiros riem primeiro e os americanos, dez segundos mais tarde”, diz a empresária.

Mais exposição. Além dos shows ao vivo, que vão estrear nos Estados Unidos, outras formas de expandir o “império” da Turma da Mônica é pelo cinema. Atualmente, há três produções em diferentes estágios de produção envolvendo os personagens. A animação Turma do Limoeiro vai resgatar o traço “vintage” das primeiras tirinhas dos personagens.

Depois de anos de “ensaio”, a Turma da Mônica vai ganhar duas versões em carne e osso na tela grande. A primeira delas, que já está com elenco escolhido, será dirigida por Daniel Rezende (montador de Cidade de Deus e diretor de Bingo – O Rei das Manhãs e deve iniciar as filmagens em breve. Já o filme da versão adolescente da turma está em fase de pré-produção, sob a responsabilidade da Bossa Nova Films.

Outra frente importante de faturamento para a Mauricio de Sousa Produções são os licenciamentos. No Brasil, os personagens já estampam 3,5 mil itens, como alimentos, bebidas, brinquedos, fraldas, materiais escolares e produtos de higiene. “Neste ano, vamos a feiras em Las Vegas e na Alemanha para nos mostrarmos lá fora para esse mercado de licenciamento”, conta Mauro de Sousa, que se apresenta como o “filho número 8” do criador da Turma da Mônica.

Mais conteúdo sobre:
Mauricio de Sousa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.