1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Unica vê antecipação do fim da moagem 14/15 de cana em áreas do CS

REUTERS

26 Agosto 2014 | 13h 17

O centro-sul do Brasil já processou quase 60 por cento de sua quebrada safra de cana da temporada 2014/15, em um ritmo mais acelerado que no mesmo período do ano passado, o que permitirá que muitas usinas da principal região produtora antecipem o final da moagem em 30 dias, previu nesta terça-feira União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica).

A moagem de cana do centro-sul do Brasil na primeira quinzena de agosto somou 44,9 milhões de toneladas, acima do volume de 36 milhões de toneladas da quinzena anterior, mas levemente abaixo das 46,47 milhões de toneladas da primeira quinzena de agosto de 2013, segundo a Unica.

Esse processamento elevou a moagem no acumulado da safra para 325,3 milhões de toneladas (alta de 2,75 por cento ante o mesmo período do ano passado), de um total estimado para a safra do centro-sul de 546 milhões de toneladas, segundo número de moagem revisado nesta terça-feira.

A Unica apontou uma quebra de 8,6 por cento ante o recorde da temporada anterior, por conta de problemas climáticos, especialmente a severa seca do início do ano.

Este incremento na moagem, de 2,75 por cento, aliado à redução significativa da produtividade agrícola (pela seca), permitiu que uma área maior já esteja colhida nesta época do ano, o que levará algumas usinas a encerrarem suas atividades antecipadamente.

"Ao longo dos próximos meses deve-se observar o encerramento antecipado da moagem por várias unidades produtoras na região centro-sul. Em São Paulo, por exemplo, a antecipação média do término de safra comparativamente ao ano anterior será da ordem de 30 dias", disse o diretor técnico da Unica, Antonio de Padua Rodrigues, em nota.

Duas unidades produtoras do centro-sul, que responde por 90 por cento da safra nacional de cana, já deverão encerrar a safra 2014/15 até o final de agosto, acrescentou a Unica.

Por outro lado, em algumas áreas do centro-sul a moagem está bastante atrasada devido ao excesso de chuvas, acrescentou a Unica, e há a "possibilidade de as usinas não conseguirem colher toda a cana disponível, o que também explica a redução na estimativa de moagem.

ACUMULADO DA SAFRA

No acumulado da safra até a primeira quinzena de agosto, a produção de açúcar ainda cresceu 6,42 por cento, para 17,9 milhões de toneladas, mas deverá encerrar a temporada abaixo da produção do ano passado, segundo revisão de números da Unica.

Já a produção de etanol tem aumento de 4,5 por cento no acumulado da safra, para 13,9 bilhões de litros. Apesar disso, também deverá registrar queda ante a temporada anterior, por conta dos problemas climáticos.

Ao final, a produção de etanol na região deverá ficar em 24 bilhões de litros, 6,14 por cento menos que em 2013/14, enquanto a de açúcar cairá 8,6 por cento, para 31,36 milhões de toneladas, previu a Unica.

(Por Roberto Samora)