Venezuela pagará US$ 2 bi pela nacionalização da Sidor

A Venezuela vai pagar US$ 1,97 bilhão à Ternium por toda a fatia da empresa na Sidor, a maior siderúrgica do país, aparentemente colocando um fim a um processo de nacionalização que durou 13 meses. A Ternium, empresa com sede em Luxemburgo, controlava a Sidor até a siderúrgica ser oficialmente nacionalizada pelo governo Hugo Chávez.

MARCÍLIO SOUZA, Agencia Estado

07 Maio 2009 | 12h41

Segundo comunicado da Ternium, o governo da Venezuela, por meio de sua holding estatal da indústria pesada, conhecida como CVG, já pagou hoje US$ 400 milhões. O restante será pago pelo país em duas linhas de financiamento. A primeira, de US$ 945 milhões, será dividida em seis parcelas trimestrais iguais. O restante será pago em outubro do ano que vem e estará sujeito a pré-pagamentos trimestrais baseados no aumento do preço do petróleo bruto tipo WTI, negociado em Nova York, em relação ao nível de hoje, disse a Ternium. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
siderurgia Sidor Hugo Chávez

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.