1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Wall Street fecha em alta com fusões e dados da construção

REUTERS

18 Agosto 2014 | 19h 09

As ações norte-americanas subiram nesta segunda-feira, com o Nasdaq fechando no nível mais alto em 14 anos, enquanto o aumento da confiança das construtoras nos Estados Unidos e das esperanças de uma redução das tensões na Rússia deram razões para os investidores ampliarem suas apostas no mercado de ações.

O Dow Jones industrial average subiu 1,06 por cento, para 16.838 pontos. O S&P 500 acelerou 0,85 por cento, para 1.971 pontos. O Nasdaq Composite valorizou 0,97 por cento, para 4.508 pontos.

O Nasdaq Composite fechou acima dos 4.500 pontos pela primeira vez desde 31 de março de 2000. O S&P 500 ampliou os ganhos da semana passada.

"Tivemos bons dados econômicos, bons resultados corporativos e acordos de fusão e aquisição movendo o mercado para frente, então o mercado está realmente voltando forte", disse Doug Cote, estrategista-chefe da Voya Investment Management em Nova York.

As ações das construtoras subiram depois que o índice NAHB/Wells Fargo mostrou que o sentimento do setor melhorou pelo terceiro mês consecutivo em agosto.

A ambiguidade continuou na Rússia, onde tensões com a Ucrânia afetaram os mercados recentemente. Autoridades russas disseram nesta segunda-feira que apesar de todas as questões relativas ao comboio humanitário do país para a Ucrânia foram resolvidas, não houve progressos no sentido de um cessar-fogo.

Uma série de operações de fusões e aquisições impulsionaram as ações. A varejista Dollar General fez oferta de compra da Family Dollar Stores por 8,95 bilhões de dólares, levando as ações da Dollar General a uma alta de 11,6 por cento, para 64,14 dólares, e impulsionando as ações da Family Dollar para uma alta de 4,9 por cento, para 79,81 dólares.

(Por Akane Otani)