REUTERS/Paulo Whitaker
REUTERS/Paulo Whitaker

Meirelles discute novo estatuto da Caixa com presidente do banco

Instituição financeira deve adotar regras previstas na Lei das Estatais e outras medidas para melhorar sua governança

Lorenna Rodrigues, O Estado de S.Paulo

06 Outubro 2017 | 18h09

BRASÍLIA - O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, discutiu com o presidente da Caixa, Gilberto Occhi, a aprovação do novo estatuto da Caixa, prevista para ocorrer até o mês de novembro. De acordo com nota divulgada pela pasta nesta sexta-feira, 6, o novo estatuto deve adotar regras previstas na Lei das Estatais e outras medidas para melhorar a governança do banco.

Enquadram-se nesses esforços a adesão da Caixa a regras do programa de governança das estatais da B3, a criação de comitês de assessoramento ao conselho de administração, com destaque para a área de risco e conformidade e a participação de membros independentes no Conselho.

++Desaceleração da Caixa amplia busca por crédito imobiliário em outros bancos

++Empresas também podem sacar FGTS

Na reunião na manhã desta sexta, da qual também participou a secretária do Tesouro Nacional e presidente do Conselho de Administração da Caixa, Ana Paula Vescovi, foram apresentadas a Meirelles ações de gestão como os programas de desligamento voluntário, o fechamento de agências sem viabilidade, o controle de despesas administrativas, o incremento de receitas com prestação de serviços, a criação de diretoria para monitoramento de grandes exposições a risco e a implantação do Banco Digital. 

De acordo com a nota, essas ações asseguraram a melhoria dos resultados do banco. "A Caixa segue trajetória sólida, imprimindo a passos largos ações para sua modernização, as quais asseguram o seu papel de gestão de importantes políticas sociais para os brasileiros", afirma o texto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.