1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Arteris avalia reajuste 'unilateral' de pedágio

EULINA OLIVEIRA - Agência Estado

30 Junho 2014 | 10h 56

A Arteris e suas controladas Autovias, Centrovias, Vianorte e Intervias informaram nesta segunda-feira, 30 , em relação ao reajuste médio das tarifas de pedágios abaixo da inflação, que "estão analisando os impactos econômicos financeiros dessa decisão unilateral do governo do Estado de São Paulo e tomarão as medidas necessárias de defesa para garantirem seus direitos".

A exemplo do que divulgaram mais cedo nesta segunda-feira a EcoRodovias e a Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR), a Arteris diz também que a companhia e suas controladas "não concordam com a decisão do governo do Estado de São Paulo de não autorizar o reajuste da tarifa de pedágio das concessionárias paulistas de acordo com o que determinam seus contratos de concessão".

"A Arteris e as concessionárias paulistas controladas, que estão cumprindo com todos os investimentos e obrigações contratuais, discordam do cálculo do reajuste realizado pela Agência Reguladora de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), que irá vigorar a partir de amanhã, 1º de julho de 2014, nas suas praças de pedágio", diz a companhia, no fato relevante.

No fim da tarde de sexta-feira, a Artesp divulgou o reajuste médio de 5,29% nas tarifas dos pedágios, abaixo da inflação acumulada em 12 meses, de 6,37%, conforme o IPCA. Os porcentuais para cada praça de pedágio, de cada concessionária, variam de 0% a 8,57%.

Para a Vianorte, conforme o fato relevante divulgado nesta manhã o reajuste a ser aplicado é de 5,58%; para a Intervias, 4,67%; para a Centrovias, 5,04%; e para a Autovias, 5,17%.