1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Bolsa fecha em alta tímida e dólar cai a R$ 3,61

- Atualizado: 30 Março 2016 | 17h 43

Ibovespa oscilou entre altas e baixas e subiu 0,18%; moeda norte-americana seguiu desvalorização ante outras divisas

Bovespa registra ganhos após saída do PMDB

Bovespa registra ganhos após saída do PMDB

SÃO PAULO - A Bovespa oscilou entre altas e baixas nesta quarta-feira, chegando a subir 1,40%, aos 51.873,60 pontos, mas ao longo da tarde perdeu força e passou a cair por volta das 16h36. No fechamento, porém, o Ibovespa se recuperou e fechou numa alta tímida de 0,18%, aos 51.248,92 pontos. Já o dólar fechou em queda de 0,62%, cotado a R$ 3,6132.

Desde ontem, os preços já reagiam fortemente à decisão do PMDB de sair da base aliada do governo e ao discurso da presidente do Fed, Janet Yellen, que sinalizou que os juros não devem subir no curto prazo.  O mercado de juros engrenou um movimento mais forte de realização de lucros a partir do meio da tarde e as taxas futuras acabaram fechando a sessão regular em alta. 

Ao término da negociação regular, o DI janeiro de 2017 estava em 13,760% (máxima), ante 13,725% no ajuste anterior. O DI janeiro de 2018 fechou com taxa de 13,46% (máxima), de 13,30% no ajuste anterior. Nos longos, o DI janeiro de 2021 subiu de 13,50% para 13,62%.

Com a definição do PMDB, o mercado aguarda agora os próximos passos com relação ao processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Nas contas do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a Casa conclui o exame da admissibilidade da ação no máximo em 19 de abril, passando o processo para o Senado até 30 de abril.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EconomiaX