1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Bolsa de NY opera em alta em reação à decisão do BCE

Estadão Conteúdo

04 Setembro 2014 | 14h 17

As Bolsas dos EUA operam em alta, com o índice Dow Jones estabelecendo novo recorde intradia em 17.161,55 pontos, depois de o Banco Central Europeu (BCE) reduzir sua taxa básica de juros e anunciar dois programas de compras de ativos. Traders observaram que o volume de negócios cresceu em comparação com as sessões recentes.

O estrategista Yousef Abbasi, da JonesTrading Institutional Services, disse que com a perspectiva de o Federal Reserve encerrar seu programa de relaxamento quantitativo da política monetária em outubro, "o BCE pegou o bastão" como o novo provedor de estímulo à economia global. Art Hogan, da Wunderlich Securities, lembrou que "não temos como continuar a ter um crescimento lento e estável nos EUA sem pelo menos uma recuperação na Europa".

Alguns indicadores foram divulgados nos EUA: o índice de atividade dos gerentes de compras (ISM) para o setor de serviços nos EUA subiu a 59,6 em agosto, de 58,7 em julho; o número de pedidos de auxílio-desemprego feitos na semana passada alcançou 302 mil, com crescimento de 4 mil em relação à semana anterior; a Advanced Data Processing (ADP) informou que foram criados 204 mil postos de trabalho no setor privado em agosto, quando a expectativa era de 215 mil.

As ações da Amazon.com subiam 2,3% há pouco, depois de comentários de um analista da Sanford Bernstein; as da PVH, que controla a marca Calvin Klein, subiam 9,6%, em reação a seu informe de resultados; as da Ciena caíam 7,3%, depois de a empresa rebaixar sua projeção de receita para o trimestre; as da BP caíam 5,2%, depois um tribunal norte-americano na Louisiana estabelecer que a empresa foi "grosseiramente negligente" no caso do vazamento de petróleo da plataforma Deepwater Horizon, no Golfo do México, em 2010.

Às 14h10 (de Brasília), o índice Dow Jones subia 42 pontos (0,25%), para 17.120 pontos; o Nasdaq subia 16 pontos (0,36%), para 4.588 pontos; o S&P-500 subia 5 pontos (0,28%), para 2.006 pontos. Fonte: Dow Jones Newswires.