Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Economia & Negócios

Economia » Bolsa e dólar fecham em leve alta com desembarque do PMDB

Economia & Negócios

Dida Sampaio/Estadão

Economia

Bovespa

Bolsa e dólar fecham em leve alta com desembarque do PMDB

Mercado teve reação morna com anúncio da saída do partido da base do governo; Ibovespa subiu 0,62% e dólar encerrou a sessão em alta de 0,31%, cotado a R$ 3,63

0

Karla Spotorno,
O Estado de S. Paulo

29 Março 2016 | 12h09
Atualizado 29 Março 2016 | 18h24

O dólar fechou com leve alta nesta terça-feira, 29, contrariando a forte desvalorização observada perante várias divisas de economias emergentes ou ligadas a commodities. A depreciação da moeda americana no mundo foi motivada pela fala da presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), Janet Yellen, considerada "dovish" (suave) e, portanto, menos propensa a novas altas dos juros nos Estados Unidos. Segundo operadores, a contrariedade no comportamento do dólar ante o real aconteceu, principalmente, por conta do sucesso do Banco Central (BC) na realização dos leilões de swap reverso (compra de dólares no mercado futuro).

O dólar à vista fechou em alta de 0,31%, cotado a R$ 3,6357. A oficialização da saída do PMDB da base aliada do governo Dilma Rousseff não gerou pressão de baixa na cotação. O motivo, segundo profissionais do mercado de câmbio, foi o fato de muitos investidores já terem desmontado posições compradas em dólar para se antecipar ao já previsto desembarque do partido do vice-presidente da República, Michel Temer.

A Bovespa também foi influenciada pela apresentação de Yellen, realizada no Clube Econômico de Nova York. Seguindo a valorização dos índices de ações americanos, o Ibovespa exibiu algumas sequências de máximas no início da tarde.

Na Bolsa, a reação ao anúncio do PMDB também foi morna. Assim que o partido, numa reunião relâmpago, anunciou a decisão de sair do governo, o Ibovespa alcançou a máxima pontuação do dia e, depois, passou a desacelerar a alta. Segundo operadores, a decisão peemedebista já estava precificada, o que fez alguns investidores aproveitarem para realizar parte dos lucros nesta tarde. Assim, o Ibovespa fechou em alta de 0,62%, aos 51.164,99 pontos - distante da máxima do dia, aos 51.765 pontos (+1,82%).

De volta ao mercado cambial, vale detalhar que o BC vendeu 19.520 contratos (US$ 963,5 milhões) no leilão de swap reverso. O número é quase a totalidade da oferta, conforme destacaram alguns operadores. "Foram quase 20 mil lotes, isso é muita coisa", comentou um profissional. "Se não fosse o swap reverso, o dólar teria espaço para cair novamente hoje", completou ele. 

Mais conteúdo sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.