1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Bolsas asiáticas fecham em baixa, seguindo NY

SERGIO CALDAS - Agência Estado

25 Junho 2014 | 08h 26

As bolsas asiáticas fecharam em baixa nesta quarta-feira, repetindo o comportamento das ações em Nova York, que ontem tiveram sua pior sessão em mais de um mês em meio a preocupações com o recrudescimento da violência no Iraque.

Na China, o principal índice acionário, o Xangai Composto, recuou 0,4%, a 2.025,50 pontos. O Shenzhen Composto, que acompanha empresas chinesas menores, também caiu 0,4%, a 1.064,23 pontos.

Os negócios nos mercados chineses foram marcados também pela cautela antes da estreia, amanhã, de três novas empresas na Bolsa de Shenzhen. Reguladores na China haviam suspendido novas listagens para rever as regras de ofertas públicas iniciais (IPO, na sigla em inglês) de ações, mas recentemente voltaram a autorizar novas operações. Os novos IPOs serão os primeiros a ocorrer no país em quatro meses.

O índice Hang Seng, de Hong Kong fechou praticamente estável, a 22.866,70, apenas 14 pontos abaixo do nível de ontem.

Em Seul, o índice sul-coreano Kospi teve queda de 0,63%, a 1.981,77 pontos, pressionado pela Samsung (-1,86%), após um executivo do fabricante de eletrônicos reconhecer que o desempenho da empresa no segundo trimestre "não deve ter sido muito bom". Entre outras bolsas asiáticas menores, o índice taiwanês Taiex encerrou a sessão estável a 9.242,16 pontos, e o Straits Times, de Cingapura, cedeu 0,02%, a 3.261,54 pontos, mas o filipino PSEi, de Manila, subiu 0,6%, a 6.834,68 pontos.

Na Oceania, o mercado australiano também mostrou perdas. O S&P/ASX 200, da Bolsa de Sydney, recuou 0,6%, fechando a 5.402,00 pontos. No mês, o índice acumula perdas de 1,7% diante da queda nos preços do minério de ferro, da desaceleração nos investimentos das mineradoras e do recuo na confiança do consumidor após a proposta orçamentária do governo da Austrália. Com informações da Dow Jones Newswires.