1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Bolsas de NY devem começar em baixa devido a Ucrânia

SERGIO CALDAS, COM INFORMAÇÕES DA DOW JONES NEWSWIRES - Estadão Conteúdo

28 Agosto 2014 | 10h 41

A piora do quadro geopolítico mantém os futuros sob pressão desde o começo da manhã

Stan Honda/AFP
Apesar do crescimento do PIB americano, o índice Dow Jones caíu 0,36% nesta manhã

As bolsas de Nova York devem abrir em baixa nesta quinta-feira, 28, de acordo com a sinalização dos índices futuros, que mantiveram trajetória de queda em meio à escalada das tensões entre Ucrânia e Rússia, apesar do crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) norte-americano no segundo trimestre ter sido revisado para cima. Às 10h20 (de Brasília), no mercado futuro, o Dow Jones caía 0,36%, enquanto o Nasdaq perdia 0,37% e o S&P 500 recuava 0,40%.

A piora do quadro geopolítico mantém os futuros sob pressão desde o começo da manhã. Mais cedo, a Ucrânia anunciou que forças russas ocuparam a cidade litorânea de Novoazovsk e vários vilarejos no sudeste do país. O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, cancelou uma viagem planejada à Turquia e pediu uma reunião de emergência com o Conselho de Segurança da ONU e com o Conselho Europeu em resposta ao que ele chamou de "invasão" pela Rússia. O último desdobramento da crise no Leste Europeu vem apenas dois dias depois de Poroshenko ter se reunido com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, para discutir uma solução para os violentos conflitos no leste da Ucrânia.

Diante disso, não houve reação significativa no mercado futuro de ações de Nova York após a revisão favorável do PIB dos EUA. Segundo o Departamento do Comércio, a economia do país cresceu a uma taxa anual de 4,2% entre abril e junho, e não de 4,0%, como foi estimado originalmente. Analistas previam que o número seria revisado para baixo, para um acréscimo de 3,8%.

Já a atualização dos pedidos de auxílio-desemprego nos EUA não surpreendeu. Na semana passada, houve redução de 1 mil solicitações, a 298 mil, ante previsão de leitura de 300 mil. O dado da semana anterior foi levemente revisado, de 298 mil para 299 mil.

Mais adiante, os investidores nos EUA vão acompanhar ainda as vendas pendentes de imóveis e o índice de atividade regional do Federal Reserve de Kansas City, que serão publicados às 11h e 12h (de Brasília), respectivamente.