1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Bolsas europeias fecham em baixa após PIB dos EUA

SERGIO CALDAS - Agência Estado

25 Junho 2014 | 13h 53

As principais bolsas europeias fecharam em baixa nesta quarta-feira, pressionadas por indicadores fracos dos EUA e fatores geopolíticos. O índice pan-europeu Stoxx 600 terminou o dia com queda de 1,05%, a 341,94 pontos, estendendo as perdas recentes para a quarta sessão consecutiva.

Os mercados europeus mostraram tendência de desvalorização desde o começo os negócios, com os investidores se mostrando cautelosos em meio ao recrudescimento da violência no Iraque e das incertezas na Ucrânia. Ontem, aviões de combate da Síria atacaram uma província no oeste iraquiano e mataram pelo menos 50 pessoas supostamente ligadas ao movimento sunita Estado Islâmico do Iraque e do Levante (EIIL), que tomou o controle de várias cidades no país desde a semana passada. Já em Kiev, o governo ucraniano acusou militantes pró-Rússia de estarem desrespeitando o cessar-fogo em vigor.

No meio da manhã, a onda vendedora na Europa ganhou ainda mais força após a publicação de dados piores que o esperado dos EUA. O Produto Interno Bruto (PIB) da maior economia do mundo recuou a uma taxa anual de 2,9% no primeiro trimestre, de acordo com a terceira e última estimativa do indicador. Na leitura anterior, a queda do PIB norte-americano havia sido calculada em 1,0%. Além disso, os analistas previam uma contração menor no resultado final, de 2,0%. Ainda na frente macroeconômica, outra notícia negativa foi o declínio mensal de 1,0% registrado nas novas encomendas de bens duráveis em maio, que contrariou a expectativa de estabilidade.

O índice CAC-40, da Bolsa de Paris, teve o pior desempenho do dia, com queda de 1,28%, a 4.460,60 pontos. Os destaques de baixa na França foram GDF Suez, que caiu 2,3% após o governo local anunciar a venda de uma fatia de 3,1% na empresa, e bancos como BNP Paribas (1,7%), Société Générale (-1,1%) e Crédit Agricole (-1,9%). Madri teve a segunda maior perda, de 1,25%, com o Ibex 35 terminando a sessão a 10.966,70 pontos.

Em Londres, o índice FTSE 100 cedeu 0,79%, a 6.733,62 pontos, enquanto em Frankfurt, o Dax recuou 0,71%, a 9.867,75 pontos. A HeidelbergCement, que teve sua recomendação reduzida pelo Raymond Jones, registrou a maior queda na Alemanha hoje, de 2,7%. Em Milão, o índice FTSE Mib caiu 0,80%, a 21.469,10 pontos.

A Bolsa de Lisboa contrariou a tendência do restante da Europa. O PSI 20, das ações mais negociadas na capital portuguesa, avançou 0,96%, a 6.982,74 pontos, impulsionado pelo setor bancário. O BCP, que confirmou um aumento de capital de 2,25 bilhões de euros, saltou 13,56%, enquanto o Banif subiu 3,09% e o BPI ganhou 2,34%. Com informações da Dow Jones Newswires.