GABRIELA BILÓ/ESTADÃO
GABRIELA BILÓ/ESTADÃO

Com cenário externo, Bolsa sobe e alcança 84 mil pontos

Bovespa dá nesta quinta-feira sequência aos ganhos da véspera, quando saltou 3,27%

Ana Luísa Westphalen, O Estado de S.Paulo

15 Fevereiro 2018 | 11h57

A Bolsa de Valores de São Paulo dá nesta quinta-feira sequência aos ganhos da véspera, quando saltou 3,27%, aproveitando o apetite por ativos de risco que prevalece nos mercados acionários internacionais nesta manhã.

Às 10h40, o Ibovespa subia 0,75%, aos 84.167,41 pontos, enquanto os índices futuros de Nova York seguem espelhando o otimismo que tomou conta das bolsas em Wall Street ontem, ajudando também a impulsionar as praças europeias. Mas vale observar que a liquidez é limitada pelas comemorações do ano-novo lunar na China, onde os mercados estarão fechados até a próxima quarta-feira, dia 21.

No mercado de câmbio, o dólar migrou há instantes para o território positivo e agora ronda a estabilidade, negociado no balcão a R$ 3,2205 (-0,01%), depois de bater máxima a R$ 3,2225 (+0,05%).

O ajuste para cima ocorre em meio a compras de importadores no mercado à vista, porque o dólar ficou "barato", e também com estrangeiros comprando contratos de Non Deliverable Forward (NDF) junto aos bancos em mercado interno. O NDF é um contrato a termo de moeda sem entrega física operado em balcão, que tem como objeto a taxa de câmbio de uma determinada moeda. É uma operação normalmente utilizada como instrumento de hedge.

+ Bolsa brasileira foi a que mais subiu em 2018 entre os principais mercados 

Na renda fixa, a curva de juros futuros segue em baixa, precificando o IGP-10 de 0,23% em fevereiro, abaixo da mediana das projeções do mercado (+0,32%), e a sinalização da ata do Copom, considerada "dovish" (suave), para mais um possível corte da taxa Selic.

Há pouco, o DI para janeiro de 2019 exibia 6,660%, de 6,690% no ajuste de ontem. O vencimento para janeiro de 2021, o mais negociado, estava em 8,75%, de 8,76%. Já o DI para janeiro de 2023 marcava 9,56%, de 9,54% na véspera.

Mais conteúdo sobre:
bolsa de valores dólar

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.