1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Dólar bate mínima após leilão do Banco Central

Olívia Bulla, da Agência Estado

14 Setembro 2012 | 11h 25

Pouco depois das 11h20, o dólar valia R$ 2,010 no balcão, em queda de 0,54%, no nível mais baixo do dia

São Paulo, 14/09/2012 - A despeito da oferta de swap cambial reverso (equivalente à compra de dólares no mercado futuro) realizada mais cedo pelo Banco Central, o dólar à vista seguiu renovando as cotações mínimas do dia ante o real, deixando em aberta a possibilidade de novas intervenções por parte da autoridade monetária.

Pouco depois das 11h20, o dólar valia R$ 2,010 no balcão, em queda de 0,54%, no nível mais baixo do dia, de -0,35%, a R$ 2,014, momentos antes da operação. No mercado futuro, o contrato do dólar para outubro caía 0,67%, a R$ 2,014, também na mínima.

Segundo operadores da mesa de câmbio, o mercado doméstico parece ter "chamado o BC para a briga" e vai testar as "armas" da autoridade monetária, já que não há razões para lutar contra a tendência global de queda do dólar diante do anúncio de uma terceira rodada de relaxamento quantitativo (QE3) pelo Federal Reserve, na quinta-feira.

Ainda no mesmo horário, o euro era negociado nas máximas da sessão, a US$ 1,3162, de US$ 1,2987 na quinta-feira. Ante as moedas correlacionadas com commodities, o dólar norte-americano perdia 0,57% ante o dólar australiano; cedia 0,27% ante o dólar canadense e caía 0,32% ante o dólar neozelandês.