Dólar sobe a R$ R$ 2,14 e Ibovespa cai 0,76%

O dólar ampliou movimento de valorização no final da manhã. Às 12h20, a moeda norte-americana era negociada a R$ 2,139 no pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros, alta de 0,47%. A taxa máxima registrada no mercado de câmbio hoje, até este horário, foi de R$ 2,144. O dólar comercial é negociado a R$ 2,14 no mercado à vista (balcão). No meio da manhã, a taxa de câmbio chegou a operar em baixa, com o dólar descendo até a mínima de R$ 2,122. Na Bolsa de Valores de São Paulo, o índice Ibovespa à vista aumentava as perdas, depois de uma abertura em alta. Às 12h30, o principal índice de ações registrava queda de 1,01%, a 38.889 pontos, depois de chegar à mínima de 38.794 pontos (-1,25%). O volume financeiro é de R$ 1 bilhão, projetando giro financeiro para o dia de R$ 2,6 bilhões. O mercado financeiro mudou de humor (havia um tom mais otimista no início do dia) após a releitura do relatório de emprego dos Estados Unidos. A queda da taxa de desemprego e a criação de novas vagas de trabalho em março, acima das previsões, mostraram que a economia está forte (nas palavras do presidente George W. Bush, os dados são a evidência do renascimento econômico do país), o que deve levar a taxa de juros básica ao nível de 5% em maio. Juros mais elevados nos EUA diminuem a atração de recursos para países emergentes, como o Brasil.

Agencia Estado,

07 Abril 2006 | 12h30

Mais conteúdo sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.