1. Usuário
Assine o Estadão
assine


NY tende a abertura estável antes da fala de Yellen

SERGIO CALDAS, COM INFORMAÇÕES DA DOW JONES NEWSWIRES - Estadão Conteúdo

22 Agosto 2014 | 10h 17

As bolsas de Nova York tendem a abrir perto da estabilidade nesta sexta-feira, 22, de acordo com a sinalização dos índices futuros, enquanto os investidores aguardam o discurso da presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), Janet Yellen, em dia de agenda de indicadores esvaziada. Às 10h10 (de Brasília), no mercado futuro, o Dow Jones perdia 0,05%, enquanto o Nasdaq recuava 0,01% e o S&P 500 tinha baixa de 0,10%.

Yellen tem discurso previsto para as 11h. O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, também fará pronunciamento, a partir das 15h30. Ambos falarão durante o simpósio de política econômica em Jackson Hole, no Estado norte-americano de Wyoming. O evento anual, que teve início na quinta-feira, 21, se estenderá até o sábado, 23, também contará com a participação dos presidentes dos bancos centrais do Japão e Brasil.

Segundo analistas, a expectativa é de que Yellen mantenha o tom "dovish" (favorável à acomodação monetária) dos últimos tempos, embora a ata da última reunião de política monetária do Fed, divulgada na quarta-feira, tenha sugerido a possibilidade de início antecipado do ciclo de alta das taxas de juros.

Mais cedo, o cenário geopolítico voltou a pesar nos índices futuros, que atingiram as mínimas da manhã após notícias de que parte do comboio de caminhões russos que supostamente carrega ajuda humanitária para vítimas dos conflitos no leste ucraniano entrou hoje no país sem permissão oficial. Os veículos russos estavam parados na fronteira entre os dois países há mais de uma semana.

Na terça-feira, 26, os presidentes da Rússia, Vladimir Putin, e da Ucrânia, Petro Poroshenko, devem se reunir em Minsk, capital da Bielorrússia, para discutir a crise no Leste Europeu.