1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Oi prepara compra da TIM e ações de empresas disparam

Agência Estado e Economia & Negócios - Texto atualizado às 17h38

27 Agosto 2014 | 10h 47

Transação será intermediada pelo Banco BTG Pactual, de acordo com comunicado feito ao mercado na noite de terça-feira, 27

Paulo Vitor/Estadão
Fachada de uma loja da Oi em Botafogo, Rio de Janeiro

A Oi informou em comunicado ao mercado, divulgado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a assinatura de contrato com o Banco BTG Pactual para intermediar proposta de compra da participação da Telecom Italia na TIM Participações S.A.  

Logo na abertura do mercado, as ações das duas empresas dispararam. O papel preferencial da Oi avançava mais de 7% na abertura do pregão, enquanto os ordinários (que dão direito a votos em assembleias do grupo) subiam no ritmo de 8%. As ações da TIM iniciaram o pregão com disparada de quase 10%. O Ibovespa avançava pouco mais de 0,5% nesta manhã.

A euforia se manteve ao longo do dia e os papeis preferenciais da Oi fecharam em alta de 6,72% e os ordinários avançaram 8,76%. As ações da TIM tiveram desempenho ainda mais positivo, em alta de 11,20%.

O contrato entre Oi e BTG Pactual foi assinado na terça-feira, 27, de acordo com o documento divulgado às 23h35. Dá direitos ao BTG de agir em nome da companhia para "desenvolver alternativas para viabilizar proposta para a aquisição da participação detida indiretamente pela Telecom Itália na TIM". 

Veja a íntegra do comunicado feito pela Oi ao mercado:

Oi S.A (...) vem informar aos seus acionistas e ao mercado em geral que, nesta data, assinou contrato com o Banco BTG Pactual S.A. para atuar como comissário, na forma do artigo 693 do Codigo Civil, para, agindo em seu próprio nome e por conta e ordem da Oi, desenvolver alternativas para viabilizar proposta para a aquisicao da participacao detida indiretamente pela Telecom Italia SpA na TIM Participacoes S.A., observadas as regras e restrições previstas em lei e nas normas e decisões expedidas pela Agencia Nacional de Telecomunicações (Anatel) e pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE), bem como os demais regulamentos aplicáveis. 

A Oi manterá os seus acionistas e o mercado informados sobre qualquer evento relevante relacionado a matéria aqui descrita. 

Rio de Janeiro, 26 de agosto de 2014.