Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Economia & Negócios

Economia » Ações judiciais contra Petrobrás podem acarretar perdas de até R$ 162 bilhões

Negócios

Agência Petrobrás

Ações judiciais contra Petrobrás podem acarretar perdas de até R$ 162 bilhões

Maior parte da quantia se refere a processos em trâmite de natureza fiscal - R$ 114,3 bilhões - e de ordem trabalhista - R$ 22,07 bilhões

0

Gabriela Mello,
O Estado de S.Paulo

22 Março 2016 | 09h41

SÃO PAULO - A Petrobrás considera que as ações judiciais que estavam em trâmite em 31 de dezembro de 2015 podem acarretar em perdas de até R$ 162 bilhões, sendo R$ 114,3 bilhões com processos de natureza fiscal, R$ 22,07 bilhões de ordem trabalhista, R$ 19,952 bilhões com causas cíveis gerais e R$ 5,748 bilhões com causas ambientais e R$ 7 bilhões com outras, de acordo com notas explicativas no demonstrativo financeiro do quarto trimestre de 2015.

A estatal ressalta que tais obrigações são divulgadas, mas não são reconhecidas porque não pode ser feita uma estimativa suficientemente confiável do valor do passivo contingente e a possibilidade de saída de recursos não é certa. Entre os processos de natureza trabalhista, a petroleira enfrenta ações do Sindipetro em dez Estados (ES, RJ, BA, MG, SP, PE, RN, PR, SC e RS).

Em nota divulgada ao mercado na manhã desta terça-feira, a Petrobrás informa ter recebido e-mail anônimo com informações sobre a gestão da área de recursos humanos, denúncia que diz estar sendo investigada. A estatal esclarece que a política de Recursos Humanos é "definida a partir da análise das necessidades do plano estratégico da Companhia". 

Mais conteúdo sobre:

Comentários