Votorantim
Votorantim

BNDES aprova R$ 23 milhões para Votorantim Cimentos

Segundo o banco, o financiamento será destinado a um projeto de adequação das unidades industriais para o coprocessamento de diferentes resíduos

Vinicius Neder, O Estado de S.Paulo

05 Outubro 2017 | 16h15

RIO DE JANEIRO - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou um empréstimo de R$ 23 milhões para a Votorantim Cimentos, informou nesta quinta-feira, 5, a instituição de fomento. O financiamento será destinado a um projeto de adequação das unidades industriais para o coprocessamento de resíduos industriais, pneus e biomassa, segundo nota divulgada pelo BNDES.

++Declarações de presidente do BNDES irritam a equipe econômica

“O uso de materiais alternativos representa redução no custo de produção do cimento, bem como contribui para destinação adequada a pneus usados e resíduos industriais, além de diminuir a emissão de gases nocivos ao meio ambiente, causadores do efeito estufa, provenientes da queima do coque de petróleo”, diz a nota do BNDES.

++Meirelles diz que devolução de recursos do BNDES é importante para cumprir regras

++BNDES devolve R$ 33 bilhões ao Tesouro Nacional

Segundo o banco, o projeto de adequação soma um investimento total de R$ 43 milhões. Serão beneficiadas unidades fabris em Salto de Pirapora (SP) e Edealina (GO). Conforme o BNDES, os locais foram escolhidos “pela proximidade dos centros geradores de resíduos que podem ser coprocessados e por utilizarem mais de 80% de coque de petróleo como combustível”. 

++Salários pagos pelo BNDES fazem 'corar qualquer pessoa de bom senso', diz ministro do TCU

Mais conteúdo sobre:
Votorantim [SP]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.