1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Bombardier adia lançamento de novos jatos CSeries

Agencia Estado

16 Janeiro 2014 | 14h 08

A Bombardier informou nesta quinta-feira, 16, que adiou em cerca de um ano o lançamento dos novos jatos CSeries para companhias aéreas. De acordo com a empresa, a fase de testes de voos deve exigir mais tempo que o esperado.

A empresa, que tem sede em Montreal, disse que espera agora que o CS100, o menor avião da CSeries, deve estar em serviço no segundo semestre de 2015, ou cerca de um ano mais tarde do que a estimativa anterior. A Bombardier afirmou que o CS300 deve estar pronto cerca de seis meses depois que o modelo menor.

Segundo a companhia, "a fase de testes de voo exigirão mais tempo do que o esperado originalmente para garantir, entre outras coisas, que a aeronave tenha maturidade de sistema em geral para sustentar uma colocação em serviço bem sucedida".

A Bombardier disse que os resultados iniciais de performance estão em linha com as expectativas. A empresa também informou que nenhuma grande mudança de design foram identificadas, o que dá "confiança de que conseguiremos atingir nossas metas de performance".

A fabricante de aviões disse que assinou um contrato de quase US$ 2 bilhões, com uma nova companhia aérea da Arábia Saudita para até 26 jatos CSeries. A Bombardier informou que a Al Qahtani Aviation assinou um acordo para comprar 16 aviões CS300, além de opções para outras 10. Com base no preço de tabela, o pedido é avaliado em cerca de US$ 1,21 bilhão, disse a Bombardier em um comunicado. Se todas as 10 opções forem exercidas, o valor subiria para US$ 1,99 bilhão.

Os aviões serão operados pela SaudiGulf Airlines, da Arábia Saudita. A Bombardier disse que já registrou pedidos e compromissos para 445 aeronaves Cseries.

Fonte: Dow Jones Newswires.