Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Economia & Negócios

Economia » Casino perde grau de investimento pela S&P, em meio a dificuldades no Brasil

Negócios

Christian Hartmann/Reuters

Casino perde grau de investimento pela S&P, em meio a dificuldades no Brasil

Em comunicado, a S&P citou as pressões que o Casino, controlador do Grupo Pão de Açúcar, enfrenta devido às difíceis condições de negócios no Brasil

0

O Estado de S.Paulo

21 Março 2016 | 05h27

A agência de classificação de risco Standard & Poor's retirou nesta segunda-feira o grau de investimento do conglomerado varejista francês Casino Guichard-Perrachon, controlador do Grupo Pão de Açúcar, ao rebaixar a dívida da empresa de BBB- para BB+, com perspectiva estável. Em comunicado, a S&P citou as pressões que o Casino enfrenta devido às difíceis condições de negócios no Brasil.

"Embora esperemos alguma recuperação e melhora da lucratividade na França, não achamos que isso será suficientemente forte para compensar a severa fraqueza operacional no Brasil, que deverá continuar ao longo de 2016", afirmou a S&P.

O Casino, que é a segundo maior varejista de capital aberto da França, teve prejuízo líquido em 2015, revertendo o desempenho positivo do ano anterior, em função principalmente da deterioração de suas operações na América Latina. A varejista também está sob pressão para melhorar seu resultado no mercado francês, do qual é mais dependente.

Após a decisão da S&P, o Casino informou que prosseguirá com o plano de vender ativos, para que possa reduzir seu endividamento, e reiterou a meta de gerar Ebitda de 900 milhões de euros (US$ 1,02 bilhão) este ano.

"Isso não muda a estratégia de nosso grupo e vamos continuar com nosso plano de desalavancagem", afirmou em nota o diretor financeiro do Casino, Antoine Giscard d'Estaing.

Giscard d'Estaing também estimou que o rebaixamento pela S&P deverá levar o Casino a gastar 20 milhões de euros a mais com serviço de dívida antes de impostos em 2016.

Mais conteúdo sobre:

Comentários