1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Cemig desiste de processo de compra na colombiana Isagen

REUTERS

23 Junho 2014 | 17h 53

A Cemig anunciou nesta segunda-feira que decidiu pela suspensão dos estudos relativos ao processo de compra de participação na Isagen, empresa colombiana da energia.

"Apesar de considerar a oportunidade aderente à sua visão estratégica e da qualidade dos ativos operados pela Isagen, a Cemig não teve sucesso em desenvolver uma estrutura financeira que permitisse ser competitiva no processo de aquisição e atingisse um nível de retorno suficiente para obter a aprovação de seus orgãos corporativos", informou a companhia em comunicado.

A Cemig, no entanto, disse que mantém o compromisso de seguir em frente com sua parceria com a Empresa Publica de Medellin – EPM "na busca conjunta de oportunidades de investimentos tanto no Brasil quanto no exterior".

A Isagen é uma das principais geradoras de energia da Colômbia que passa por um processo de privatização, por meio do qual o governo do país pretente vender sua participação majoritária de 57,6 por cento na companhia avaliada em cerca de 2,5 bilhões de dólares.

O processo, no entanto, enfrenta oposição dentro do próprio país e chegou a ser suspenso por um tribunal na Colômbia, aceitando queixa que afirma que a venda é ilegal ao representar risco ao patrimônio do Estado.

A oferta da Cemig tinha sido feita em conjunto com a colombiana Empresas Públicas de Medellín (EPM). O governo colombiano ainda tinha recebido interesse das companhias Duke Energy, da China Haudian Corporation, da espanhola Gas Natural, da Empresa de Energia de Bogotá e da Generco.

(Por Anna Flávia Rochas)