1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Choque de oferta é responsável pela inflação atual, diz Mantega

Luciana Xavier, da Agência Estado

26 Abril 2010 | 15h 49

Para ministro da Fazenda, inflação deve ficar ao redor de 5,3% em 2010, 4,8% em 2011 e 4,5% nos três anos seguintes

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse há pouco que a inflação tem aumentado nos últimos meses e que "fatalmente" será maior este ano em comparação ao ano passado. Segundo ele, no entanto, essa inflação é causada por fatores temporários, por choques de oferta como o da alta do petróleo e outras commodities, e que os preços tendem a se acomodar mais nos próximos meses. Mantega acaba de participar de palestra para cerca de 300 investidores em evento organizado pela Câmara de Comércio Brasil-EUA, em Nova York.

 

Segundo ele, a inflação deve ficar ao redor de 5,3% este ano, 4,8% em 2011 e 4,5% nos três anos seguintes. "A tendência é que a inflação volte a um patamar razoável nos próximos 12 meses", disse. Segundo ele, o Brasil pode crescer 5,5% sem pressionar a inflação.

 

"De qualquer maneira, o Brasil não vai permitir que a inflação volte e estaremos tomando medidas necessárias para que ela continue sob controle", acrescentou. De acordo com Mantega, a parte do governo esta sendo feita. "Estamos reduzindo todos os estímulos fiscais implementados durante a crise", afirmou.

 

O ministro disse ainda que, ao contrário de outros países, onde o déficit nominal tem crescido, no Brasil a tendência é de que continue diminuindo e "tende a zero". Ele disse que o governo vai continuar mantendo sua política fiscal sólida.