Marcello Casal Jr./ABr
Marcello Casal Jr./ABr

Com fim da greve, Correios esperam normalizar serviço em 5 dias

Trabalhadores devem assinar nesta terça-feira acordo com reajuste de 2,07% de salário

O Estado de S.Paulo

09 Outubro 2017 | 18h53

Com o fim da greve e o retorno dos funcionários ao trabalho, os Correios disseram nesta segunda-feira, 9, que esperam normalizar as entregas em até cinco dias úteis. Para os serviços com hora marcada, como Sedex 10, Sedex 12, Sedex Hoje, Disque Coleta e Logística Reversa Domiciliária, que haviam sido suspensos devido à paralisação parcial, a previsão é que voltem a funcionar até quarta-feira, 11.

Os empregados dos Correios, que tinham aderido à paralisação parcial da categoria, retornaram ao trabalho nesta segunda-feira, após aceitar a proposta da empresa em audiência de conciliação no Tribunal Superior do Trabalho (TST).

A previsão é de que os funcionários assinem nesta terça-feira, 10, o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT). A proposta prevê reajuste de 2,07% pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) retroativo a agosto deste ano, compensação de 64 horas, o que equivale a oito dias, e desconto dos demais dias de ausência, além da manutenção das cláusulas já existentes no atual acordo.

Com 22 mil trabalhadores, os Correios fizeram um mutirão no último fim de semana para reduzir o volume de entregas atrasadas. Segundo a empresa, foram entregues mais de 6 milhões de cartas e encomendas e triados cerca de 10,5 milhões de objetos. /AGÊNCIA BRASIL

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.