1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Crescimento da Copa Airlines no Brasil desacelera

WLADIMIR D'ANDRADE - Agencia Estado

29 Agosto 2013 | 19h 29

A empresa Copa Airlines, do Panamá, vê o crescimento no mercado do Brasil desacelerar dez pontos porcentuais em 2013 em relação a 2012, acompanhando o desempenho da atividade econômica do País, de acordo com diagnóstico do presidente da companhia Pedro Heilbron. De acordo com Heilbron, a oferta da Copa Airlines no País, medida em assentos milhas oferecidos (ASM), cresceu 22% sobre 2010 e em 2012, 24%. A projeção dele para 2013 é de alta de 14% na oferta.

Heilbron disse que 2013 é um ano de consolidação no Brasil. A empresa tem voos diários a partir de seis capitais brasileiras: São Paulo, Rio, Porto Alegre, Brasília, Belo Horizonte e Manaus. A partir do Recife. são quatro voos semanais. "Uma companhia aérea se preocupa com a desaceleração da economia de um país e seu câmbio porque ela é a primeira a sentir os efeitos da economia", disse. O presidente da Copa Airlines ressaltou que o principal público da empresa é o viajante a negócios que, segundo ele, representa 40% dos clientes da Copa Airlines. O restante é composto por turistas e passageiros que viajam para visitar famílias.

Heilbron, no entanto, afirmou que no médio e longo prazos a empresa vislumbra crescimento no País. "O Brasil tem um potencial gigante e temos muita confiança nesse mercado no médio e longo prazos." A expectativa positiva deve-se, em parte, aos eventos esportivos a partir de 2014. O presidente da Copa Airlines disse esperar voos extras para atender os turistas da América Latina que virão para a Copa do Mundo. "Esperamos muito movimento na Copa do Mundo, pois faz muito tempo que a América Latina não sedia o mundial", afirmou. A última ocorreu em 1986, no México.