FABIO MOTTA|ESTADÃO
FABIO MOTTA|ESTADÃO

Diretor executivo de operação e logística da BR Distribuidora renuncia

Antonio Carlos Alves Caldeira apresentou nesta sexta-feira sua renúncia ao cargo; o diretor executivo da rede de postos, Marcelo Fernandes Bragança, acumulará interinamente as atribuições até que um novo nome seja indicado

O Estado de S.Paulo

13 Outubro 2017 | 19h21

A Petrobras informa que Antonio Carlos Alves Caldeira, diretor executivo de Operação e Logística da sua subsidiária integral Petrobras Distribuidora (BR), apresentou nesta sexta-feira, 13, sua renúncia ao cargo.

Em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a estatal informa que o diretor Executivo da Rede de Postos, Marcelo Fernandes Bragança, acumulará interinamente as atribuições da diretoria executiva de Operação e Logística, até que um novo nome seja indicado e aprovado pelo Conselho de Administração da BR, após os trâmites exigidos pelas regras de Governança da BR. 

A Petrobrás anunciou em agosto a injeção de R$ 6,3 bilhões na BR, como parte de uma reestruturação societária anunciada para tornar mais atraente a abertura de capital da subsidiária. 

Os recursos serão usados para abater a dívida da BR e limpar seu balanço, aumentando as chances de sucesso da oferta de ações, que deve ocorrer até 1.º de dezembro. A operação envolve a transferência de créditos da distribuidora com o grupo Eletrobrás à estatal.

Aprovação. De acordo com a coluna de Sonia Racy, não foi unânime a aprovação da abertura de capital da BR Distribuidora pelo conselho de administração da estatal. A oferta será de algo entre 25% a 40% das ações a serem colocadas em bolsa.

Teve quem defendesse a venda fracionada,  a Petrobrás manteria 40% do controle e costuraria acordos com outros acionistas. Algo bem mais perto da privatização e com poucas chances políticas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.