1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Embraer entrega 221 aeronaves em 2015, maior números em cinco anos

- Atualizado: 14 Janeiro 2016 | 10h 29

A companhia fechou o ano com uma carteira de pedidos firmes de US$ 22,5 bilhões, com 513 aeronaves a entregar

Jato Legacy é destaque na aviação executiva
Jato Legacy é destaque na aviação executiva

SÃO PAULO - A Embraer anunciou nesta quinta-feira, 14, que entregou, no ano passado, 221 aeronaves para os mercados de aviação comercial e executiva. Segundo a companhia, esse é o maior volume de entregas dos últimos cinco anos. Foram 101 jatos para o mercado comercial, e mais 120 aviões executivos, dos quais 82 jatos leves e 38 grandes.

No quarto trimestre do ano passado, a Embraer entregou 33 jatos para o mercado de aviação comercial, e mais 45 para o de aviação executiva, dos quais 25 leves e 20 grandes, totalizando 78 aviões. A companhia fechou o ano com uma carteira de pedidos firmes a entregar (backlog) de US$ 22,5 bilhões. Nesta carteira de pedidos firmes, a companhia tem 513 aeronaves a entregar. A empresa registra ainda 659 opções.

Segundo nota enviada à imprensa, a Embraer cumpriu as estimativas de entrega divulgadas ao mercado na aviação executiva, e teve uma aeronave acima do teto entregue na aviação comercial.

Os destaques do trimestre, segundo a Embraer, foram a assinatura de um pedido firme para 19 jatos E175 adicionais pela SkyWest, para ser operado por meio de um acordo de compra de capacidade (CPA - Capacity Purchase Agreement, em inglês) com a Delta Air Lines, e a confirmação de duas opções por E175 adicionais para a KLM, do contrato com 17 pedidos firmes e 17 opções anunciado em março de 2015.

Na Aviação Executiva, os destaques do período foram o início das entregas do novo jato Legacy 450 e o contrato com a Emirates Flight Training Academy para cinco jatos Phenom 100E (com opção para mais cinco aeronaves do mesmo modelo). Em dezembro, a Embraer entregou ainda o primeiro Phenom 100E para um cliente da China.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EconomiaX