1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Gradiente confirma o lançamento de celulares com o nome IPHONE

Agência Estado

18 Dezembro 2012 | 09h 00

A IGB Eletrônica é detentora exclusiva dos direitos de registro sob da marca IPHONE no Brasil, mesmo nome do aparelho da Apple

SÃO PAULO - A IGB Eletrônica (IGB) informou há pouco que a marca Gradiente inicia nesta terça-feira, 18, as vendas de sua linha de smartphones com a denominação de Família IPHONE, cujo primeiro modelo será o Neo One. A informação foi antecipada por Sonia Racy, em sua coluna Direto da Fonte, na edição de hoje do jornal O Estado de S. Paulo.

Conforme o comunicado, a Gradiente pode comercializar seus aparelhos celulares com a marca IPHONE por uma razão simples: a IGB Eletrônica é detentora exclusiva dos direitos de registro sob da marca IPHONE no País, mesmo nome do smartphone fabricado pela gigante norte-americana Apple, o IPhone.

Segundo a nota, em 2000, a Gradiente visualizou que haveria uma revolução tecnológica no mundo dos celulares, com a convergência da transmissão e recepção de voz e de dados, por meio da internet móvel. "Naquele mesmo ano, a empresa entrou com pedido de registro da marca IPHONE no INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial). No dia 2 de janeiro de 2008, a companhia teve seu registro concedido pelo órgão federal e passou a deter os direitos exclusivos de produção e comercialização dessa marca até 2018", diz a IGB, no comunicado.

Ainda conforme a nota enviada ao mercado, a Gradiente não utilizou a marca IPHONE até o momento porque sua prioridade foi promover a reestruturação de sua operação e permitir a retomada de seus negócios. Esse retorno aconteceu no início de 2012, com o anúncio da Companhia Brasileira de Tecnologia Digital (CBTD), responsável pelo arrendamento e gestão das marcas da Gradiente.

"A CBTD está produzindo e comercializando de forma ativa suas linhas de produtos - celulares, tablets, aparelhos de áudio e vídeo, máquinas fotográficas, monitores, entre outros - e planeja expandir de suas atividades para 2013", diz a IGB Entre os acionistas da CBTD, 40% pertencem à holding dos Acionistas da Gradiente (HAG), criada para abrigar os 2 mil acionistas da IGB Eletrônica.

"Com o seu modelo de negócio consolidado, a companhia decidiu que era o momento ideal para trabalhar com uma marca adequada e que é de seu pleno direito de uso. O lançamento agora da família IPHONE, pela licenciada CBTD, acontece no momento em que a Gradiente passa a ter um portfólio de aparelhos celulares no segmento smartphones de última geração", acrescenta a IGB.

A empresa ressalta, no comunicado, que a Gradiente sempre teve como característica o pioneirismo em inovação e tecnologia. "Foi a primeira a lançar o áudio system, o primeiro CD player, revolucionou o mercado de DVDs com o lançamento do primeiro DVD brasileiro, o 'Meu Primeiro Gradiente', videogames, TVs de tela grande, entre outras iniciativas pioneiras no Brasil", afirma.

"Também foi um dos maiores players no segmento de telefonia celular. Foi a primeira a fabricar celulares no Brasil. Foi ela que se distinguiu no mercado ao "batizar" seus aparelhos, atribuindo- lhes submarcas, enquanto os concorrentes costumavam usar números para identificar seus modelos. No caso dos celulares Gradiente, foram comercializados verdadeiros ícones, como Strike, Concept, Chroma, NEO, entre outros. Basta lembrar ainda que foi a primeira empresa a lançar um aparelho smartphone no Brasil, em 2004, denominado Partner", acrescenta.

Ainda conforme a nota, assinada por Eugênio Emílio Staub, presidente do conselho de administração e da diretoria da IGB, a Gradiente "está confiante numa grande aceitação da família IPHONE pelos consumidores brasileiros, permitindo que a empresa aumente sua participação nas vendas de smartphones no País". Como a Gradiente, no Brasil, detém o registro de uso exclusivo da marca IPHONE, em telefones e respectivos acessórios, diz o comunicado, "esta companhia adotará todas as medidas utilizadas por empresas de todo o mundo para assegurar a preservação de seus direitos de propriedade intelectual em nosso País".

  • Tags: