Hélvio Romero/Estadão
Hélvio Romero/Estadão

Magazine Luiza prevê abrir 60 lojas em 2017, maior parte no Nordeste

Luiza Trajano não quis comentar sobre a operação anunciada hoje ao mercado, mas confirmou que a família vai vender 10% das ações

Denise Luna, O Estado de S.Paulo

12 Setembro 2017 | 14h48

Parte dos recursos a serem obtidos na oferta de ações anunciada pelo Magazine Luiza será utilizada para abrir 60 lojas este ano, informou a presidente do Conselho da rede, Luiza Trajano, em evento na Associação Comercial do Rio de Janeiro. A maioria será localizada no Nordeste, em lugares que ainda não estamos", disse a empresária.

O Magazine Luiza, comandado pelo seu filho Frederico Trajano, possui hoje 818 lojas espalhadas pelo País, mas ainda não está no Rio de Janeiro. Segundo a executiva, o motivo seria o medo de uma tia do interior de São Paulo, de 91 anos, fundadora do Magazine Luiza e que sempre lhe serviu de conselheira. "Mas vou trazê-la ao Rio para ela ver como a cidade é linda", afirmou.

+ Após desdobramento, ação do Magazine Luiza já supera R$ 80

Luiza não quis comentar sobre a operação anunciada hoje ao mercado, "para não atrapalhar", mas confirmou que a família vai vender 10% das ações.

Ela observou que a economia brasileira está mostrando sinais de melhora, com a queda de juros e consequente crédito mais barato, o que ajudou no resultado do primeiro semestre da empresa. "A gente vem de um semestre bom. Fomos bem até agora e espero que continue", disse a executiva.

+ Sob gestão de herdeiro, valor de mercado do Magazine Luiza tem forte crescimento

Mais cedo, a varejista anunciou oferta restrita de inicialmente 24 milhões de ações ON, dividida em distribuição primária de 17.600.000 novas ações, e secundária, dos atuais acionistas, de 6.400.000. A quantidade de ações pode ser aumentada em até 15% do total em lote suplementar.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.