1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Philips irá unir negócios de iluminação em uma nova unidade

REUTERS

30 Junho 2014 | 08h 20

A Philips irá realizar a fusão entre duas divisões de equipamentos de iluminação em um novo negócio que pode ser listado separadamente, em um grande passo em sua estratégia de dar foco às áreas de saúde e sistemas e serviços de iluminação.

Sob o comando do presidente-executivo Frans van Houte, a companhia holandesa - que nasceu há 120 anos como pioneira em luz elétrica - tem se distanciado do setor de eletrônicos de consumo em uma reestruturação que envolveu cortes de mais de 5 mil empregos e a venda do negócio de televisão.

A fusão de sua Lumileds e do negócio de iluminação automotiva, com vendas combinadas de 1,4 bilhão de euros (1,9 bilhão de dólares) no ano passado, deve ser concluída até a metade de 2015, custando 30 milhões de euros à Philips.

A nova empresa irá fabricar componentes de iluminação como lâmpadas, faróis de automóveis e lâmpadas de alta potência LED. A companhia terá entre seus clientes a BMW, Volkswagen e Audi.

A companhia não deu um valor para o novo negócio, mas o analista da ING Robin van de Broek estimou que ele valeria cerca de 2 bilhões de euros.

(Por Thomas Escritt)