Presidência confirma R$ 25 bi do BNDES para Petrobrás

Plano terá como efeito uma demanda de postos de trabalho estimada em um milhão

Neri Vitor Eich, Agência Estado

29 Julho 2009 | 20h12

A Secretaria de Imprensa da Presidência da República confirmou hoje que será de R$ 25 bilhões, "aproximadamente", o total dos recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) que serão liberados amanhã para a Petrobras utilizar no financiamento de projetos do seu plano de negócios para o período 2009-2013, incluídos no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal.

Segundo nota na página da Presidência na internet, a cerimônia de assinatura do contrato de financiamento entre BNDES e Petrobras terá participação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Está marcada para as 17 horas, na sede do BNDES, no centro do Rio. A nota registra informações da Petrobras segundo as quais o plano de negócios 2009-2013 soma investimentos de US$ 174,4 bilhões; cerca de US$ 150 bilhões serão recursos próprios da estatal. Diz o texto que o plano para projetos no Brasil totaliza US$ 157,3 bilhões em investimentos e que, desse total, 64% serão alocados a fornecedores nacionais, "com efeito multiplicador para toda a cadeia produtiva interna." Acrescenta que US$ 20 bilhões por ano serão destinados a serviços, materiais e equipamentos que deverão "adicionar à economia nacional cerca de US$ 309 bilhões", ou 10% do PIB brasileiro.

Ainda de acordo com dados da Petrobras incluídos na nota da Presidência da República, o plano terá como efeito também uma demanda de postos de trabalho estimada em um milhão, "dos quais 170 mil nos projetos da Petrobras no País, 73 mil na cadeia produtiva dos investimentos e 66 mil na cadeia de gastos operacionais."

Mais conteúdo sobre:
Petrobras BNDES investimentos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.