1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Prévia da inflação oficial acelera em fevereiro para 0,70%, diz IBGE

Idiana Tomazelli, da Agência Estado

21 Fevereiro 2014 | 09h 01

Com o resultado anunciado hoje, o índice acumulou altas de 1,37% no ano e de 5,65% em 12 meses

RIO - A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - 15 (IPCA-15) registrou alta de 0,70% em fevereiro, após subir 0,67% em janeiro. O resultado, divulgado nesta sexta-feira, 21, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), ficou dentro do intervalo de estimativas dos analistas do mercado financeiro consultados pela Agência Estado, que esperavam inflação entre 0,55% e 0,77%, mas acima da mediana de 0,67%.

O período de coleta do IPCA-15 foi de 16 de janeiro a 13 de fevereiro. Com o resultado anunciado hoje, o índice acumulou altas de 1,37% no ano e de 5,65% em 12 meses.

O grupo Educação registrou alta de 6,05% no IPCA-15 de fevereiro. Com o resultado, o grupo foi responsável por 0,27 ponto porcentual na formação da taxa geral deste mês, que foi de 0,70%.

O resultado, segundo o IBGE, reflete reajustes praticados no início do ano letivo, com destaque para os aumentos nas mensalidades dos cursos regulares, que subiram 7,65% e foram o item de maior impacto individual no mês (0,22 ponto porcentual). Nas regiões, os reajustes desses cursos ficaram entre 3,44% (em Porto Alegre) e 11,72% (no Rio de Janeiro).

O IBGE também informou que os cursos diversos, que englobam aulas de idiomas e informática, subiram 5,93%.

Passagens aéreas. As passagens aéreas ficaram 20,36% mais baratas na passagem de janeiro para fevereiro, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que divulgou há pouco o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo -15 (IPCA-15). Com isso, o item exerceu o maior impacto individual negativo do dado deste mês, de -0,11 ponto porcentual.

Por causa desse resultado, o grupo Transportes desacelerou fortemente a alta no segundo mês de 2014. Depois de registrar alta de 0,43% em janeiro, essa classe de despesa mostrou queda de 0,09% - um impacto de -0,02 ponto porcentual na taxa geral do IPCA-15 de fevereiro, que foi de 0,70%.

O grupo Vestuário também mostrou deflação neste mês. Houve queda de 0,68% dos preços, após alta de 0,59% no IPCA-15 de janeiro. Com isso, o grupo teve impacto de -0,05 ponto porcentual no índice geral.

Os alimentos e as bebidas desaceleraram na passagem de janeiro para fevereiro, segundo os dados do IPCA-15. O grupo registrou alta de 0,52% neste mês, depois de subir 0,96% no mês passado.

Vários produtos importantes ficaram mais baratos, segundo o instituto, como a batata-inglesa (-10,66%), o tomate (-5,60%), o leite (-5,07%), o feijão carioca (-4,27%) e o frango inteiro (-1,04%). Com isso, os alimentos consumidos no domicílio desaceleraram, de 1,01% em janeiro para 0,25% em fevereiro. O grupo alimentação e bebidas foi responsável por um impacto de 0,13 ponto porcentual no IPCA-15.