1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Recall da Heinz põe em evidência questão de rastreamento de alimentos na China

REUTERS

25 Agosto 2014 | 09h 51

A companhia se comprometeu a endurecer os controles sobre fornecedores após recall de alimentos infantis contaminados por chumbo

REUTERS
A box of Heinz AD Calcium Hi-Protein Cereal, which is part of a batch of the cereal not affected by a recent recall, is pictured at a supermarket in Hangzhou, Zhejiang province in this August 18, 2014 file photo. U.S. food maker H.J. Heinz Co. apologised to Chinese consumers and said it would tighten controls over suppliers after it was forced to recall some infant cereal from store shelves due to excess levels of lead. The entanglement of H.J. Heinz Co. in China's latest food scare highlights a key concern for international and local firms - how to keep track of ingredients from diverse sources in a country where food supply tracing technologies are far from the norm. REUTERS/Stringer/Files (CHINA - Tags: HEALTH FOOD BUSINESS POLITICS) CHINA OUT. NO COMMERCIAL OR EDITORIAL SALES IN CHINA

O envolvimento da H.J. Heinz no mais recente escândalo alimentar da China destaca uma preocupação importante para empresas locais e internacionais: como acompanhar o trajeto de ingredientes de fontes diversas em um país onde tecnologias de rastreamento de fornecimento de alimentos estão longe de ser comuns.

A fabricante norte-americana de alimentos pediu desculpas a consumidores chineses na semana passada e disse que vai endurecer os controles sobre fornecedores, após ter sido forçada a fazer o recall de alguns cereais infantis das prateleiras de lojas devido níveis excessivos de chumbo.

Escândalos sobre segurança alimentar eclodem regularmente na China - o KFC, da Yum Brands, o McDonald's, o Wal-Mart e a Fonterra Co-operative foram atingidos recentemente - e tais incidentes podem impactar seriamente as vendas.

No entanto, sistemas de rastreamento por códigos de barras, comuns nos Estados Unidos e na Europa, são em grande parte ausentes.

"A rastreabilidade padronizada de produtos alimentares não existe atualmente na China. Está longe de existir", disse David Mahon, diretor-gerente de uma firma de investimento focada no setor de alimentos e bebidas da China.

A Heinz disse que identificou o fornecedor e o ingrediente - um pó de soja desnatado - responsáveis pelo recall de quatro lotes de seu cereal AD Calcium Hi-Protein de lojas no leste da China, mas acrescentou que a empresa precisa fazer mais para controlar os fornecedores.

"Vamos continuar melhorando os sistemas de controle de segurança alimentar rastreável da 'fazenda à fábrica'", disse a Heinz em um comunicado publicado em seu site chinês.

(Por Adam Jourdan)