1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Taxa de desemprego avança e fecha janeiro em 4,8%, diz IBGE

Daniela Amorim, da Agência Estado

20 Fevereiro 2014 | 09h 00

Apesar da alta, o resultado representou a menor taxa de desemprego para o mês de janeiro desde o início da série

RIO - A taxa de desemprego nas seis principais regiões metropolitanas do País ficou em 4,8% em janeiro, informou nesta quinta-feira, 20, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em dezembro do ano passado, a taxa fora de 4,3%. O resultado veio abaixo do piso do intervalo das estimativas dos analistas consultados pela Agência Estado, que variavam de 5,0% a 5,3%, com mediana de 5,1%.

A taxa de desemprego de janeiro foi a mais baixa para o mês em 11 anos, desde o início da série histórica da Pesquisa Mensal de Emprego, em março de 2002. Em janeiro do ano passado, a taxa de desocupação foi de 5,4%.

O rendimento médio real dos trabalhadores registrou variação positiva de 2,0% em janeiro ante dezembro e aumento de 3,6% na comparação com janeiro de 2013.

Desempregados. A população desocupada somou 1,2 milhão de pessoas em janeiro, o que representa uma elevação de 9,6% em relação a dezembro ou o equivalente a mais 102 mil pessoas em busca de trabalho. No entanto, o contingente de desocupados ficou 12,6% abaixo do verificado em janeiro de 2013 - 168 mil indivíduos a menos na fila do desemprego.

A população ocupada totalizou 23,1 milhões de pessoas, uma queda de 0,9% em relação a dezembro, com a dispensa de 217 mil trabalhadores. Na comparação com janeiro do ano passado, houve ligeiro recuo de 0,1%, o equivalente a 31 mil vagas a menos.

O número de trabalhadores com carteira assinada no setor privado totalizou 11,8 milhões em janeiro. Houve recuo de 0,4% em relação a dezembro, com a eliminação de 46 mil vagas formais. Na comparação com janeiro de 2013, o número de postos de trabalho com carteira assinada aumentou 1,6%, o equivalente à criação de 182 mil vagas formais.