Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Economia & Negócios

Economia » Volks apresenta novos modelos de Gol e Voyage

Negócios

Divulgação

Volks apresenta novos modelos de Gol e Voyage

Presidente da montadora no Brasil diz que empresa não vai alterar planos no País; novas versões têm preços inferiores aos da linha atual

0

Cleide Silva,
O Estado de S.Paulo

23 Fevereiro 2016 | 08h28

Em evento na noite de desta segunda-feira para lançar os novos modelos Gol e Voyage, o presidente da Volkswagen do Brasil, David Powels, reforçou a posição da montadora frente à situação da economia brasileira. ‘Não temos medo. Estamos preocupados, mas não vamos alterar nossos investimentos no País.’

A empresa segue um plano de investimento de R$ 10 bilhões para o período 2010-2018 e, segundo Powels, a próxima etapa será o desenvolvimento de uma nova plataforma (base) de veículos, que produzirá quatro modelos inéditos globais, dos quais um compacto e um utilitário-esportivo (SUV) de pequeno porte, provavelmente para disputar mercado com o Jeep Renegade e o Honda HR-V.

“São produtos que serão lançados ao longo dos próximos quatro anos e que serão produzidos em duas das nossas três fábricas”, disse o executivo.

Recentemente, a fábrica de Taubaté (SP) recebeu a plataforma do compacto up! e, a de São José dos Pinhais (PR), a do Golf, que produz também modelos da Audi. A expectativa é que uma das unidades escolhidas para o novo projeto seja a de São Bernardo do Campo, no ABC paulista, onde hoje são produzidos Gol, Saveiro e Jetta.

“A situação do Brasil é crítica atualmente, está difícil para todos, mas estamos aqui há mais de 60 anos e sabemos que há ciclos bons e ruins, por isso vamos continuar com nossos planos”, disse Powels. Ele ressaltou, contudo, que “uma pequena parte” do investimento previsto para ampliação de capacidade não será aplicada, mas a maior fatia, que é para novos produtos, tecnologias e inovação das fábricas, seguirá a agenda normalmente.

Para os novos Gol e Voyage, a empresa investiu R$ 363 milhões em desenvolvimento, máquinas novas para o processo produtivo e treinamento de funcionários. Segundo Powels, os novos Gol e Voyage “serão os modelos mais tecnológicos e conectados de seus segmentos no mercado brasileiro”.

Terceira maior fabricante de veículos no País, a Volkswagen registrou queda de 37,6% nas vendas em 2015, com 359,5 mil unidades, fechando com participação de 14,5% no mercado total de automóveis e comerciais leves. Até 2014, o Gol foi líder de vendas por 27 anos, mas perdeu o posto para o Fiat Palio, que no ano passado também perdeu a posição para o Chevrolet Onix.

Volta ao jogo. A Volks vai fazer um esforço para “estar de novo no jogo, ter uma presença importante no mercado e recompor sua imagem”, disse o vice-presidente de Vendas e Marketing, Jorge Portugal. Como parte dessa estratégia, os novos Gol e Voyage chegam ao mercado em meados de março com preços inferiores aos da linha atual, apesar das mudanças estéticas e da introdução de inédita tecnologia de conectividade.

O modelo de entrada do Gol, por enquanto apenas na versão 4 portas, será vendido a R$ 34.890, R$ 1,1 mil a menos que a versão similar atual. Na linha toda, segundo Portugal, o preço caiu em média 2,5%. Para o Voyage, a média é 5,7% inferior, partindo de R$ 41 mil.

“Fizemos um esforço econômico com redução de margem para que o produto seja mais acessível ao público”, afirmou Portugal.

As novas versões de Gol e Voyage trazem mudanças pequenas na parte externa, como no para-choque, grades e faróis. Uma das principais alterações é o motor de três cilindros para as versões 1.0, mais econômico e mais eficiente que o anterior, de quatro cilindros. Outra grande novidade é na parte interna, com painel parecido ao do Golf e inédito sistema de multimídia para a categoria dos compactos, que será oferecida nas versões mais caras.

Tecnologia. Chamado de App-Connect, o sistema permite espelhamento de smartphones (isto é, mostrar no sistema de multimídia do carro o que acontece no celular do usuário) às principais plataformas da atualidade: MirrorLink, Apple CarPaly e Google Android.

Por exemplo, o usuário recebe uma mensagem no SMS e pode ouvi-la pelo sistema de voz do rádio e também respondê-la em viva-voz. O sistema a transformará em letras e enviará ao remetente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.