Busca de notícias no Google China se concentra em imagens

Usuários chineses têm o hábito de procurar textos associados a imagens

Agencia Estado

02 Julho 2007 | 09h20

O Google tenta ganhar terreno sobre seu rival no mercado chinês, o serviço de buscas Baidu, permitindo aos usuários de seu site no país que localizem notícias por meio de imagens que os artigos contenham. Os dois gigantes da Web estão disputando posição no segundo maior mercado mundial de internet. A decisão do Google foi tomada como uma tentativa de recuperar o atraso com relação à Baidu, que já oferece recurso semelhante, porque muitos usuários chineses da internet tendem a se interessar primeiro por imagens, em lugar de procurarem imediatamente artigos em texto, disse Edward Yu, presidente da Analysis International, um grupo de pesquisa sediado em Pequim. "A prioridade do Google China é tentar atrair o maior tráfego possível a fim de reduzir a distância com relação à Baidu, para que possam gerar receita com base nesse tráfego", disse Yu, acrescentando que o Google teria de lançar mais serviços adaptados ao gosto dos usuários chineses.

Mais conteúdo sobre:
Google China

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.